Brasil

Após náuseas e vômito, Bolsonaro usa sonda

Após náuseas e vômito, Bolsonaro usa sonda

O presidente Jair Bolsonaro, internado no Hospital Albert Einstein, precisou ser submetido a um procedimento para retirar líquido acumulado no estômago. De acordo com boletim médico divulgado pela equipe técnica neste sábado, 2, o presidente está com uma sonda nasogástrica (colocada pelo nariz) devido a episódio de náuseas e vômito. A assessoria do Planalto afirmou que o presidente está se sentindo melhor no momento.

Com a retirada da bolsa de colostomia, o intestino volta a fazer movimentos que não estava realizando anteriormente, o que pode provocar náuseas e vômito, quadro considerado normal na situação, segundo assessores.

O boletim atesta que o presidente continua em jejum e recebe apenas nutrição parenteral. Além disso, continua sem dor, sem febre e com exames laboratoriais classificados como normais. Por ordem médica, ele segue com visitas restritas. Neste sábado, Bolsonaro está acompanhado da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, e do filho Carlos Bolsonaro.

“Pela tarde meu pai teve uma recaída, mas está nas mãos de profissionais excepcionais e a situação se normalizou. Está descansando vendo seu time jogar. Continuem com suas orações e apoio! Faz toda diferença!”, escreveu Carlos nas redes sociais.

O presidente assistiu ao jogo entre Corinthians e Palmeiras pela televisão e, ao mesmo tempo, os desdobramentos da eleição da Mesa Diretora do Senado, afirmou o Planalto. A equipe médica orientou Bolsonaro a evitar falar e ficar exposto a atividades que causem estresse, evitando assim a formação de gases.