Bolsonaro ultrapassa mais uma fronteira; até quando?

Crédito: Isac Nóbrega/PR

MENSAGEIRO DA MENTIRA Bolsonaro em torno de evangélicos prega e não cumpre o mandamento do “conhecerás a verdade” (Crédito: Isac Nóbrega/PR)


O candidato Jair Bolsonaro, o mito, dentre várias promessas feitas durante sua curta e, digamos, exótica, campanha, anunciou que um dos seus primeiros atos como presidente seria extinguir a EBC (Empresa Brasileira de Comunicação).

Para quem não sabe, há uma estrovenga estatal em forma de TV, que não só não comunica nada, como custa mais de 500 milhões de reais por ano. Criada durante a cleptocracia do meliante de São Bernardo, dá ínfimos traços de audiência.

Apelidada de TV Lula, cabide de empregos e ralo de dinheiro público, leia-se meu e seu, continua operando, mas agora sob ordens – e a serviço! – de um novo pulha populista, o presidente Jair Messias Bolsonaro, o verdugo do Planalto.

Pois bem. Nesta quarta-feira (9/6), a Bolso TV transmitiu, ao vivo e em cores, um culto evangélico em Anápolis, Goiás, que contou com a presença de um ‘capetão’, o Cloroquina. Por mais de uma hora, a pajelança ficou rendendo no ar.

A Constituição Federal informa: “o Estado brasileiro é laico” e, portanto, não pode, jamais, estar a serviço de qualquer religião. Quando uma empresa pública, sob as ordens do presidente, quebrar essa regra, a coisa tem nome e sobrenome:

Crime de responsabilidade! Sim, aquele troço que costuma justificar pedidos de impeachment. Bolsonaro, o pai do senador das rachadinhas e da mansão de seis milhões de reais, aumentou assim sua lista de ilegalidades em exercício.

+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça

Em um País onde quase 500 mil pessoas morreram por Covid-19, sendo grande parte graças ao negacionismo, obscurantismo e ignorância deste maldito governo, e nada acontece ao homicida-mor, o que é uma missa ao vivo, não é mesmo?

De qualquer maneira, se e quando os cúmplices do Congresso Nacional decidirem cumprir a Lei 1.079 de 10 de abril de 1950, eis um outro crime de responsabilidade do amigão do Queiroz – o miliciano dos 90 mil reais de ‘micheques’. Amém.

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago



Sobre o autor

Ricardo Kertzman é blogueiro, colunista e contestador por natureza. Reza a lenda que, ao nascer, antes mesmo de chorar, reclamou do hospital, brigou com o obstetra e discutiu com a mãe. Seu temperamento impulsivo só não é maior que seu imenso bom coração.


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2021 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.