Bolsonaro Tchutchuca x Bolsonaro Pistola: ambos falsos e ruins

Crédito: Reprodução

(Crédito: Reprodução)


Todos os dias, ao acordar, o marido da receptora de cheques de milicianos se olha no espelho, respira fundo, pensa um pouco e se pergunta: “com que máscara eu vou?”. Como é incapaz de somar 2+2 sem errar, veste uma e aboleta a outra no bolso. Toma o café da manhã e parte para mais um dia de assombro à nação.

De manhã, o amigão do Queiroz explode em fúria e ataca ferozmente um ministro do STF. À noite, concede entrevista em tom sereno e critica, de forma aceitável, ainda que mentirosa, como de costume, o mesmo ministro. Nas redes sociais, ora invoca o “meu” exército, ora diz que o “exército é do povo, é do Brasil”.

O pai do senador das rachadinhas e da mansão de 6 milhões de reais já não sabe mais se desdenha do coronavírus ou se diz que “é um bicho perigoso”. Em crise de identidade, não usa máscara, mas faz campanha em favor do uso. Ao mesmo tempo em que chama a vacina chinesa de veneno, aplica-a no braço da mãe.

O devoto da cloroquina, em frente aos presidentes da Câmara, do Senado e do STF, fala em união nacional, para, logo em seguida, atacar governadores e prefeitos. E ao mesmo tempo em que jura ser combatente aguerrido da corrupção, convida Valdemar Costa Neto para a posse de uma ministra indicada pelo próprio.

Bolsonaro consegue, em um intervalo de poucas horas, gritar “acabou, porra” para a Suprema Corte e abraçar um ministro amigo. É capaz de falar em estado de sítio às 10h e negar que tenha falado, uma hora depois. Ofende o tal do “mercado” às 16h e janta com o mesmíssimo “mercado” às 20h.


+ Atleta de Jiu Jitsu morre aos 30 anos de Covid 15 dias após perder o pai pela doença
+ Após ameaças, soldada da PM denuncia coronel por assédio sexual
+ Mulher morre após ingerir bebida alcoólica e comer 2 ovos



Ataca decisões monocráticas e as defende. Ataca CPI’S e as incentiva. Ataca a vacinação e a promove. A única coisa em comum aos dois Bolsonaros – o tchutchuca e o pistola – é a defesa cega do fictício tratamento precoce. Isso prova que, ignorância, não é exclusividade de ninguém. Ao contrário. É extremamente democrática.

Assim, o verdugo do Planalto, mais uma vez, assume simultaneamente duas personagens (ambas falsas, diga-se de passagem), a fim de tentar se equilibrar na corda bamba que une, de um lado, o fim do mandato – e até uma possível reeleição -, e de outro, o impeachment e, no limite, uma dura condenação criminal.

Veja também

+ Tenha também a Istoé no Google Notícias
+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ ‘Dói pra caramba’, revela Anitta sobre tatuagem íntima
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS


Sobre o autor

Ricardo Kertzman é blogueiro, colunista e contestador por natureza. Reza a lenda que, ao nascer, antes mesmo de chorar, reclamou do hospital, brigou com o obstetra e discutiu com a mãe. Seu temperamento impulsivo só não é maior que seu imenso bom coração.


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2021 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.