O Dia

Bolsonaro quer questões no Enem que reconheçam ‘família’ e ‘Estado brasileiro’

Presidente afirmou ainda querer que seja cobrado nas escolas aquilo que os "pais querem" e que interessa ao Brasil

Goiânia – O presidente da República, Jair Bolsonaro, disse nesta sexta-feira, que deseja inserir questões em provas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) que “reconheçam” a família, o “valor” do Estado brasileiro e não tenham ideologia política e de gênero. Bolsonaro afirmou ainda querer que seja cobrado nas escolas aquilo que os “pais querem” e que interessa ao Brasil.

“Queremos colocar nessas provas do Enem matérias onde a grande maioria reconheça a família. Reconheça o valor do Estado brasileiro. Respeite as crianças na sala de aula. Sem ideologia política ou de gênero. Queremos que a garotada estude, sim. Sabendo que o que lhes será cobrado neste será aquilo que os pais querem. E aquilo que interessa ao Brasil”, disse Bolsonaro

Ele discursou em evento em Goiânia, capital de Goiás, para entrega de 214 ônibus escolares a 133 municípios do Estado. A compra dos automóveis custou R$ 43,3 milhões, segundo o Ministério da Educação.

O presidente disse que conversou com o ministro da Educação, Abraham Weintraub, sobre mudar o conteúdo de livros didáticos. Segundo presidente, as novas edições devem ser entregues principalmente em 2021.

Veja também

+ Cartucho de videogame do Super Mario Bros. é leiloado por US$ 114 mil e quebra recorde
+ Moto pega fogo ao ser desinfectada; veja o vídeo
+ Aparência de apresentadora da TV britânica choca redes sociais
+ Empresário de 34 anos morre após cair do parapente no Espírito Santo
+ Dicas fáceis de como limpar panela queimada
+ Jovem pede delivery e encontra dedo humano em esfirra
+ Neto de Elvis Presley é encontrado morto, diz site
+ Usado: Toyota Corolla é carro para ficar longe da oficina
+ Veja 7 incríveis casas na natureza para sonhar
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior