Brasil

Bolsonaro quer impedir que governadores e prefeitos comprem vacinas, diz colunista

Crédito: AFP

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) “corre para evitar que estados e municípios comprem as vacinas que a União negligenciou”, diz o colunista Josias de Souza, do UOL.

De acordo com o texto, um executivo do Ministério da Saúde disse que Bolsonaro foi “taxativo” na ordem que deu ao general Eduardo Pazuello ao dizer que não admite que um consórcio de prefeitos ou aliança de governadores negocie a compra de vacinas com fabricantes.

Pressionado por governadores, o ministro Pazuello agora tenta negociar contratos com laboratórios como a Pfizer, Johnson & Johnson e Moderna, para a compra de vacinas contra a Covid-19.

No entanto, o próprio governo rejeitou várias propostas de fornecimento de vacinas, como da própria Pfizer, que chegou a oferecer 70 milhões de doses em agosto do ano passado, com previsão de entrega até o meio desde ano, que foi ignorada pelo governo Bolsonaro. Desse total, 3 milhões já teriam sido entregues até fevereiro e poderiam ter sido aplicadas nos brasileiros.


+ Após cobertura ser arrematada em leilão, Carlinhos Mendigo se recusa deixar propriedade
+ Mulher desaparecida é encontrada dentro de cobra píton
+ Furão é estrela de vídeo que recria cenas do filme Ratatouille



Veja também

+ Receita simples de bolo Red Velvet
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS