Brasil

Bolsonaro: Qual o ponto na fita que interfiro na PF? Moro deve estar revoltado

O presidente Jair Bolsonaro afirmou há pouco, em entrevista à rádio Jovem Pan, que as “fitas estão aí, cada um interprete como entender”, ao comentar o conteúdo da reunião ministerial de 22 de abril, liberado nesta sexta-feira, 22, pelo ministro Celso de Mello, decano do Supremo Tribunal Federal (STF). “Qual o ponto na fita que interfiro na PF? Moro deve estar revoltado, não tem nada”, afirmou.

Bolsonaro disse que sua posição era para que fosse divulgado trechos ligados ao inquérito. Ele afirmou que conhece os ministros e teve a liberdade de falar o que sente na reunião gravada.

Bolsonaro reafirmou que defendeu o armamento da população e que povo desarmado pode ser dobrado e não dar “grito de guerra”. O presidente criticou o ex-ministro da Justiça e da Segurança Pública Sérgio Moro por não ter se exposto sobre a questão do armamento. “Lamentavelmente, o sr. Sérgio Moro não se expôs (sobre armas), não entrava em campo”, disse.

Veja também

+ Usado: Toyota Corolla é carro para ficar longe da oficina
+ Robert De Niro reduz limite do cartão da ex-mulher e diz que coronavírus implodiu suas finanças
+ MasterChef estreia sem "supercampeão" e cheio de mudanças
+ Gafanhotos: cidade na Bahia enfrenta invasão de insetos
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior