Brasil

Bolsonaro promete criar 13º do Bolsa Família caso eleito

SÃO PAULO, 11 OUT (ANSA) – O candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, disse nesta quarta-feira (10) que, se eleito, vai criar um 13º salário para os beneficiários do Bolsa Família, programa de assistência social criado pelo Partido dos Trabalhadores (PT). No vídeo divulgado pelo Twitter, o militar explicou que “o dinheiro vai sair do combate à roubalheira no Bolsa Família”, alegando fraude no programa.   

No primeiro turno, Bolsonaro se envolveu em polêmicas nesse assunto, já que o vice do presidenciável, general Hamilton Mourão (PRTB), criticou publicamente o 13º salário no país, dizendo ser uma “mochila nas costas dos empresários” que seria revista na reforma trabalhista. O candidato rapidamente criticou seu vice, corrigiu que a declaração era “uma ofensa a quem trabalha”.   

Já no vídeo de ontem do pesselista, Bolsonaro diz que a sugestão do 13º para o Bolsa Família foi dada pelo próprio Mourão, e foi aceita pelo conselheiro econômico do candidato, Paulo Guedes. O nordeste registra o maior percentual de domcílios que recebem o Bolsa Família, e foi a única região em que o candidato pelo PT, Fernando Haddad, venceu no primeiro turno.   

Bolsonaro enfrenta Haddad no segundo turno das eleições à Presidência, em 28 de outubro, e está concentrando esforços para atrair o eleitorado do petista. (ANSA)