Bolsonaro pode fazer como Lula e se livrar da imprensa

Crédito: GABRIELA BILO

AUTOGOLPE Sem capacidade para aceitar o jogo democrático, Bolsonaro achincalha o Poder Judiciário e começa a forçar uma ruptura institucional (Crédito: GABRIELA BILO)

Jair Bolsonaro se irritou mais uma vez com a imprensa. E o motivo é sempre o mesmo: perguntas incômodas sobre fatos que o presidente não gosta, não quer ou não consegue explicar. No caso, os tais “micheques”; os depósitos realizados pelo casal Queiroz na conta da primeira-dama.

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

O busílis você já conhece: o operador das rachadinhas da família e primeiro-amigo presidencial – e esposa – depositaram algo entre 89 mil e 94 mil reais (até o momento), em cheques, na conta de Michelle Bolsonaro. Em princípio, seria o pagamento de um empréstimo de 40 mil reais, alegação colocada em dúvida pelos fatos.

Na primeira vez em que foi questionado, Bolsonaro respondeu a um repórter: “pergunta para sua mãe os recibos que ela dá para o seu pai”. Recentemente, ameaçou “encher de porrada” a boca de um jornalista. Por último – por enquanto! – suplicou: “não tem pergunta decente pra fazer, pelo amor de Deus?”

O presidente fica irritado, xinga e ameaça, mas nunca responde: qual a razão dos 21 cheques do casal Queiroz na conta de Michelle? Teria a ver com a “boquinha” da filha deles no seu gabinete em Brasília, quando deputado, enquanto a moça trabalhava como personal trainer no Rio? Afinal, grande parte do salário ela depositava para o papai Fabrício.

Presida, sem querer ser chato, mas já sendo: se está tudo certo, se o senhor é de fato a encarnação da probidade, o mito que veio para acabar com a corrupção, por que não explica, de uma vez por todas, que raios são estes 21 (por extenso: vinte e um) cheques na conta da sua esposa, e cala a boca desses “malditos jornalistas de esquerda”?

Um conselho: só não diga que são fruto da venda de produtos da Avon, talquei? Aquele outro, o duplamente condenado por corrupção e lavagem de dinheiro, cujo nome começa com L e termina com A, o da barba, sabe?, já usou essa para justificar a bufunfa na conta da – que Deus a tenha! – Dona Marisa.

Diga que são produtos da Natura. Vai que cola. É [uma justificativa] bem melhor que os panetones do Flávio.

Veja também

+Após ficar internada, mulher descobre traição da mãe com seu marido: ‘Agora estão casados’

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Conheça os nomes completos dos personagens de Chaves

+ Atriz de ‘O Chamado’ é encontrada morta em casa

+ 8 maneiras de você parar de mandar mensagens para o seu ex

+ 10 sinais de que seu parceiro não te ama (como você gosta dele)

+ MC Brinquedo sofre acidente de moto dias depois de abandonar redes sociais

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.