Bolsonaro, o arregão, volta atrás e não divulgará lista que prometeu

Bolsonaro, o arregão, volta atrás e não divulgará lista que prometeu

Logo após o atentado à faca que sofreu ainda durante a campanha de 2018, o então deputado Jair Bolsonaro acusou o homicida, Adélio Bispo, de ser um assassino contratado por partidos de esquerda, e disse ter provas que o maluco fora bancado por um grupo ligado ao PSOL. Porém, mais de dois anos depois, jamais apresentou tais provas.

No começo deste ano, ao voltar dos Estados Unidos, já como presidente da República, afirmou que as eleições de 2018 foram fraudadas, e que teria vencido ainda no primeiro turno. Garantiu, inclusive, ter provas, e prometeu divulgá-las “em breve”. Até hoje, não apresentou mísera prova nem sequer mínima evidência da acusação leviana.

Durante todo este período de pandemia de Covid-19, o presidente vem afirmando que a tal cloroquina e o “vermífugo do astronauta”, desde que administrados precocemente, produzem efeitos contra o coronavírus e já salvaram milhares de vidas. Disse, também, que é “prova viva” do tratamento, já que se curou assim. Jamais apresentou provas do que disse.

Dias atrás, numa daquelas “lives” em que mente feito maluco e desfila uma série de impropérios e baixarias, prometeu divulgar uma lista dos países europeus que importam madeira ilegal da Amazônia. Jamais falou em empresas; mas em países. Nesta quinta-feira (19) não só não apresentou lista alguma como disse que não irá mais apresentar.

O que Bolsonaro fala não se escreve. Para o bem ou para o mal, aliás. Já disse “chega”, num faniquito contra o ministro Alexandre de Moraes, dando a entender que iria investir contra o STF. E o que fez? Correu, literalmente, para os braços – e abraços – de Dias Toffoli. Já disse, desdisse e disse novamente que não iria comprar a vacina da China. Então, tá.

As verdades do presidente não duram 24 horas. Sempre são desmentidas no dia seguinte. Às vezes, por ele mesmo. Já as mentiras acabam caindo no esquecimento. Até porque são tantas e tamanhas, que ninguém consegue se lembrar e cobrar posteriormente. Bolsonaro é, ao mesmo tempo, mitômano e embusteiro. Um falacioso contumaz.

Veja também

+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Honda apresenta a Rebel CMX1100 para bater de frente com a Harley-Davidson
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.