Brasil

Bolsonaro muda critério de pobreza para incluir mais famílias em Auxílio Brasil

Bolsonaro muda critério de pobreza para incluir mais famílias em Auxílio Brasil

AFP

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) editou, nesta sexta-feira (5), um decreto reajustando a classificação de famílias em situação de pobreza e extrema pobreza para beneficiários do Bolsa Família, que a partir deste mês será substituído pelo Auxílio Brasil. As informações são da Folha.

O decreto passa a considerar famílias em situação de extrema pobreza aquelas com renda per capita mensal de até R$ 100, diferentemente dos R$ 89 do decreto de 2018; já para as consideradas em situação de pobreza, o valor mudou para R$ 200, e antes era de R$ 178.


Com a alteração, amplia-se o número de famílias que serão atendidas pelo Auxílio Brasil. Segundo a Secretaria Geral do Palácio do Planalto, os valores já serão considerados para o pagamento do dia 17 de novembro.

O governo pretende pagar o auxílio no valor de R$ 400 até o final de 2022, ano da próxima eleição presidencial, mas ainda depende da aprovação da PEC dos Precatórios pelo Congresso.