Bolsonaro faz ameaça aberta de golpe. Agora só falta o fuzil

No imaginário bolsonarista, o Judiciário já está vendado, diante do batalhão de fuzilamento

Bolsonaro faz ameaça aberta de golpe. Agora só falta o fuzil

O governo Bolsonaro acaba de fazer sua mais escancarada confissão de que pode, sim, recorrer a um golpe militar.

Está numa nota assinada pelo próprio presidente, pelo vice Hamilton Mourão e, vejam só, pelo ministro da Defesa, o general Fernando Azevedo.

Ela responde à decisão liminar proferida ontem pelo ministro do STF Luiz Fux, declarando que as Forças Armadas não são um poder moderador, ou seja, não estão autorizadas pela Constituição a intervir no país sob o pretexto de resguardar a harmonia entre o Executivo, o Legislativo e o Judiciário.

A nota é um primor de cinismo.

Ao mesmo tempo em que elogia a decisão de Fux por “reconhecer o papel e a história das Forças Armadas sempre ao lado da Democracia e da Liberdade”, também afirma que os militares “não aceitam tentativas de tomada de poder por outro Poder da República, ao arrepio das leis ou por conta de julgamentos políticos”.

Tradução: as Forças Armadas não vão ficar quietas no seu canto se houver cassação da chapa Bolsonaro-Mourão no Superior Tribunal Eleitoral (TSE) ou abertura de impeachment. Ameaça maior do que essa, só mesmo feita com fuzil.

Repita-se: a nota leva a assinatura do ministro da Defesa.

Mais que impeachment, o que preocupa o bolsonarismo neste momento é o julgamento que começa a ganhar velocidade no TSE. Ele vai avaliar, entre outras alegações, se a campanha de Bolsonaro usou caixa dois para impulsionar mensagens nas redes sociais em 2018.

Se isso ficar provado pode haver, sim, cassação. Seria aplicação das leis, mas o Planalto já vai tratando de desqualificar uma sentença nesse sentido como “julgamento político”, ou seja, maracutaia antidemocrática que precisa ser abortada pelos militares.

É isso: o governo zomba de uma sentença do STF e insinua que não vai acatar decisão que lhe seja contrária no TSE.

No imaginário bolsonarista, o Judiciário já está vendado, diante do batalhão de fuzilamento.

 


Saiba mais
+ Morre a atriz Noemi Gerbelli, a diretora Olívia da novela 'Carrossel', aos 68 anos
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais


Sobre o autor

Carlos Graieb tem trinta anos de experiência como jornalista e executivo de mídia. Foi secretário de Comunicação do Governo do Estado de São Paulo (2017-2018)


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2021 - Três Editorial Ltda.
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.