Brasil

Bolsonaro exalta cloroquina e volta a responsabilizar governadores

Bolsonaro exalta cloroquina e volta a responsabilizar governadores

O presidente Jair Bolsonaro voltou a se pronunciar na noite desta quarta-feira (8) em toda a cadeia nacional de rádio e televisão. Novamente ele pediu a volta aos trabalhos, mas respeitando as decisões do Ministério da Saúde.

Ao longo de seu pronunciamento, Bolsonaro também voltou a defender o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina como principais apostas no combate ao coronavírus no Brasil. Segundo ele, o remédio tem mostrado bons resultados com pacientes e citou o caso do cardiologista Roberto Kalil, do Hospital Sírio-Libanês, que usou o remédio no tratamento.

Bolsonaro também voltou a se desentender com alguns governadores e disse que o governo federal não foi consultado sobre as medidas de quarentena adotadas pelos Estados e municípios e reforçou preocupação com o receio com a situação econômica do País.

O presidente também voltou a lembrar sobre o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 e a liberação do saque do FGTS no valor R$ 1.045.