Bolsonaro escapa de novo atentado em Minas Gerais

Crédito: AFP

Jair Bolsonaro ao ser atingido por facada em Juiz de Fora, em 6 de setembro de 2018 (Crédito: AFP)

Um inquérito da Polícia Federal, aberto para investigar ameaças contra o presidente da República, apurou que, em novembro de 2019, um rapaz de 25 anos planejou atacar Jair Bolsonaro, durante visita à cidade mineira de Três Corações, famosa por ter dado à luz Edson Arantes do Nascimento, o Pelé.

De acordo com o inquérito, o atentado ocorreria em 29 de novembro, quando o presidente compareceu a uma solenidade de formatura em uma unidade militar. A investigação apurou que o jovem trabalhava como funcionário terceirizado no local do evento e estava divulgando mensagens com o plano de ataque, chegando, inclusive, a gravar vídeos.

Em uma destas mensagens, o homem aparece afiando o cabo de uma escova de dentes, de modo a transformá-la em objeto pontiagudo, perfurante e fora do alcance dos detectores de metal. Mandados de busca e apreensão ocorreram em Três Corações e Alfenas. Com o material apreendido, foi possível indiciar o suspeito.

Se condenado por crime contra a liberdade pessoal do presidente da República, enquadrado na Lei de Segurança Nacional, o jovem pode ter de cumprir até doze anos de prisão. Em 2018, em Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira, um atentado à faca por pouco não tirou a vida do então candidato à Presidência.

Adélio Bispo de Oliveira, de forma isolada e por motivos políticos, conforme apurado pelas investigações da Polícia Federal, esfaqueou Bolsonaro durante uma passeata de campanha. Hoje, encontra-se internado (preso por prazo indeterminado) em um presídio federal em Campo Grande, Mato Grosso do Sul.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Bolsonaro jamais aceitou a ideia que Bispo atuasse solitariamente. Para o presidente e seu entorno próximo, o homicida agiu a mando de um grupo (de esquerda) organizado, financiado por gente interessada em impedir sua vitória na eleição. É lastimável que o Brasil ainda viva episódios assim. Política é diálogo, não uma guerra.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2021 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.