Ediçao Da Semana

Nº 2741 - 05/08/22 Leia mais

Durante entrevista na última segunda-feira (29), o presidente Jair Bolsonaro (PSL) defendeu a mudança do educador Paulo Freire como patrono da educação no Brasil. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Veja também

+ Itaú Cultural abre exposição em homenagem aos 100 anos do educador Paulo Freire
+ Por que a extrema direita elegeu Paulo Freire seu inimigo
+ Em encontro com Weintraub, professores protestam com livros de Paulo Freire
+ Bolsonaro não quer Paulo Freire como patrono da educação brasileira

A declaração do presidente aconteceu na abertura da Agrishow, em Ribeirão Preto (SP). Em uma conversa com uma menina de oito anos, Bolsonaro disse que o patrono atual “vai ser mudado”. O título foi dado a Paulo Freire em 2012, após a aprovação de um projeto de lei. Uma possível alteração precisaria ser referendada pelo Congresso.

“Quem sabe nós temos uma patrona da educação, não mais um patrono muito chato. Não precisa falar quem é, que temos até o momento, que vai ser mudado. Estamos esperando alguém diferente”, afirmou o presidente.

Durante a campanha eleitoral, Bolsonaro foi crítico do método de alfabetização desenvolvido por Paulo Freire e se posicionou contra a influência dele nas escolas públicas brasileiras.