Brasil

Bolsonaro deixou de declarar R$ 2,6 milhões em bens à Justiça Eleitoral, diz jornal

Bolsonaro deixou de declarar R$ 2,6 milhões em bens à Justiça Eleitoral, diz jornal

O candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, deixou de declarar R$ 2,6 milhões em bens à Justiça Eleitoral, de acordo com informação do jornal ‘O Globo’. Segundo a publicação, o valor é referente a duas casas no Rio de Janeiro. Procurados pela reportagem, quatro assessores de Bolsonaro não responderam aos pedidos de esclarecimento até o meio da tarde desta sexta-feira (28).

O primeiro imóvel, localizado na rua Maurice Assuf, na Barra da Tijuca, foi adquirido em 2002 por Bolsonaro e Ana Cristina Valle, sua esposa até então, e estava avaliado em R$ 1,6 milhão, de acordo com ‘O Globo’. A casa, no entanto, não aparece na declaração de bens do deputado na campanha de 2006.

Já o segundo imóvel foi adquirido por Bolsonaro em 2009 em um condomínio de frente para o mar. Ele declarou ter pago R$ 400 mil, mas o guia do imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) mostra que o local tem preço de mercado de R$ 1,05 milhão, ainda de acordo com ‘O Globo’.

Na campanha de 2010, Bolsonaro informou à Justiça Eleitoral bens de R$ 826 mil, sem menção ao imóvel adquirido em 2009. A casa só veio a ser declarada na campanha de 2014, quando o patrimônio do deputado estava sendo alvo de questionamentos.

Veja também

+ Toyota Corolla Cross é SUV do Corolla para brigar com Jeep Compass e cia; confira imagens oficias
+ Robert De Niro reduz limite do cartão da ex-mulher e diz que coronavírus implodiu suas finanças
+ Dancinha de Miley Cyrus com namorado no TikTok viraliza e ganha versões brasileiras
+ Kawazaki suspende suas vendas na França
+ MasterChef estreia sem "supercampeão" e cheio de mudanças
+ Gafanhotos: cidade na Bahia enfrenta invasão de insetos
+ Coronel da PM diz que Bolsonaro é ‘falastrão’ e renuncia à entidade de Oficiais
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior

Tópicos

Bolsonaro