Bolsonaro condena vários brasileiros à morte, diz Amoêdo

Crédito: Marco Ankosqui

João Amoêdo, Fundador do Novo (Crédito: Marco Ankosqui)

A coluna promoveu uma live com o fundador do Novo, João Amoêdo. Na conversa, ele não poupou o governo Bolsonaro. Confira trechos:

Como o senhor vê o trabalho do governo no combate ao coronavírus?
Bolsonaro errou integralmente em quase todas as ações no combate à pandemia da Covid-19. O líder da Nação deveria dar o exemplo. Ele atrapalha o processo de combate, com exemplos contrários.

Como assim?
Minimizou o problema, não deu importância à pandemia, achou que era só uma gripezinha. Fora os péssimos exemplos que deu, como não usar máscara e contrariar as medidas do isolamento social. Conduziu a crise de forma esdrúxula.

O presidente tem culpa em razão do alto número de mortes?
Bolsonaro está condenando à morte vários brasileiros, tomando atitudes irresponsáveis no combate à Covid. Falta-lhe coordenação, seriedade e eficácia.

Veja também

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.