Brasil

Bolsonaro comete infração de trânsito ao pilotar moto sem capacete no RS

Bolsonaro comete infração de trânsito ao pilotar moto sem capacete no RS

Presidente Jair Bolsonaro no Palácio da Alvorada, em Brasília

O presidente Jair Bolsonaro (PL) cometeu neste sábado, 7, mais uma infração de trânsito ao pilotar uma motocicleta sem o uso de capacete pelas ruas do município de Santa Rosa, no Rio Grande do Sul. O uso do equipamento de segurança é obrigatório para condutores e passageiros.

O descumprimento da regra é classificado como infração gravíssima pela legislação, conforme o Código de Trânsito Brasileiro. O infrator pode ser multado em R$ 293,47 e ter suspenso o direito de dirigir.


Durante o trajeto de moto, Bolsonaro acenou para apoiadores e chegou a descer para tirar fotos e cumprimentar a população que o acompanhava. O passeio foi transmitido ao vivo pelo presidente da República nas redes sociais, bem como pelo ex-ministro Onyx Lorenzoni, deputado (PL-RS), pré-candidato ao governo do Estado.

O presidente agradeceu a companhia dos motociclistas e disse, num breve discurso, que houve “um festival de imagens fantástico”.

Não é a primeira vez que o presidente Jair Bolsonaro descumpre regras de trânsito ao participar de passeios de moto, com populares e militantes. Ele já cometeu infrações, como condutor ou na garupa, no Guarujá (SP), em Quixadá (CE) e numa ponte sobre o Rio Madeira, em Rondônia.

Em busca da reeleição, Bolsonaro tenta agradar aos motociclistas com promessas de medidas econômicas. Recentemente, o chefe do Executivo afirmou que o ministro da Economia, Paulo Guedes, estudaria eventual isenção na cobrança do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para mototaxistas. No ano passado, o governo também publicou portaria que permite a isenção de pedágio para motos em rodovias que estão no processo de licitação ou relicitação.