Brasil

Bolsonaro anula nomeação de Paulo Senise e escolhe novo presidente para Embratur

O presidente Jair Bolsonaro desistiu do executivo Paulo Roberto de Oliveira Senise para presidir o Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) e nomeou para o comando do órgão o empresário Gilson Machado Guimarães Neto, que chefiava a Secretaria de Ecoturismo do Ministério do Meio Ambiente.

Guimarães Neto é empresário do setor de turismo nas cidades de São Miguel dos Milagres (AL) e Porto de Galinhas (PE). A nomeação do novo titular está publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira, 21.

O documento traz ainda decreto presidencial que torna sem efeito a nomeação de Paulo Senise como presidente da Embratur. Executivo formado em Hotelaria, Senise já foi presidente da Companhia de Turismo do Estado do Rio de Janeiro (TurisRio) e sua nomeação para a Embratur havia sido formalizada no último dia 10. Ele tinha sido escolhido para substituir a ex-deputada Teté Bezerra (MDB-MT), que pediu demissão no fim de março.

A Embratur é um órgão da estrutura do Ministério do Turismo, comandado pelo ministro Marcelo Henrique Teixeira Dias, que é conhecido como Marcelo Álvaro Antônio e filiado ao PSL, mesmo partido de Bolsonaro. O motivo da anulação da nomeação de Paulo Senise não foi informado na publicação.

Veja também

+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel