Mundo

Bolsonaro amplia vantagem e Haddad sobe nas pesquisas

Bolsonaro amplia vantagem e Haddad sobe nas pesquisas

Jair Bolsonaro consolidou seu favoritismo para o primeiro turno da eleição presidencial no Brasil - AFP/Arquivos

Jair Bolsonaro (PSL) consolidou seu favoritismo para o primeiro turno da eleição presidencial no Brasil, em 7 de outubro, enquanto Fernando Haddad, candidato designado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, assumiu a segunda posição, ao lado de Ciro Gomes, revela pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira.

De acordo com a pesquisa, realizada entre quinta e sexta-feira, Bolsonaro tem 26% das intenções de voto, dois pontos a mais que na pesquisa anterior, do início desta semana.

Haddad, do Partido dos Trabalhadores, subiu de 9% para 13%, na primeira pesquisa após ser indicado oficialmente como candidato do PT à presidência no lugar de Lula, que liderava as pesquisas mas teve sua candidatura bloqueada pelo Tribunal Superior Eleitoral com base na Lei da Ficha Limpa.

Ciro Gomes, do Partido Democrático Trabalhista (PDT), ficou parado nos 13% e agora divide a segunda posição com Haddad, revela a pesquisa realizada com 2.820 pessoas e que tem margem de erro de dois pontos.

Na quarta posição, com 9% (em queda de um ponto), está Geraldo Alckmin (PSDB), favorito dos mercados.

A ecologista Marina Silva caiu de 11% para 8%. Há um mês aparecia com 16%.

Bolsonaro mantém o maior índice de rejeição, com 44% (contra 43%), à frente de Haddad, 26%, e Ciro, 21%.

No segundo turno, Bolsonaro seria derrotado por Ciro Gomes (45% a 38%), mas superaria Haddad (39% a 38%), nestas eleições mais incertas em décadas no Brasil.