Economia

Bolsas europeias sobem após Fed e BoJ e ficam na expectativa para decisão do BoE

As bolsas europeias operam majoritariamente em alta na manhã desta quinta-feira, com investidores reagindo a decisões de política monetária nos Estados Unidos e no Japão e à espera de um anúncio monetário também no Reino Unido.

Como se previa, o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) reduziu ontem seu juro básico em 0,25 ponto porcentual, para a faixa de 1,75% a 2%, mas não deu indicações claras sobre possíveis novos cortes este ano, uma vez que dirigentes da instituição mostraram divergências sobre o que fazer no futuro.

Já o Banco do Japão (BoJ) manteve sua política monetária inalterada na madrugada de hoje, mas sinalizou que poderá adotar medidas de estímulo adicionais na reunião do próximo mês.

O foco na Europa vai se voltar agora para o Banco da Inglaterra (BoE), que revela sua decisão de política monetária às 8h (de Brasília). A expectativa é que o BC inglês mantenha seu juro básico em 0,75%, menos de 45 dias antes da data-limite para o Reino Unido deixar a União Europeia, dentro do processo conhecido como Brexit.

Em relatório divulgado hoje, a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) prevê que o Reino Unido entrará em recessão se o Brexit ocorrer sem um acordo com a UE. No mesmo documento, a entidade projeta que a economia global crescerá 2,9% este ano, o que seria seu pior desempenho desde a crise financeira internacional de uma década atrás.

A agenda de indicadores europeia desta quinta trouxe apenas as vendas no varejo britânico, que surpreenderam positivamente em agosto. No mês passado, as vendas no setor varejista do Reino Unido caíram 0,2% ante julho, mas subiram 2,7% na comparação anual. Analistas previam queda mensal maior nas vendas, de 0,3%, e acréscimo anual menor, de 2,6%.

Às 6h53 (de Brasília), a Bolsa de Londres subia 0,36%, a de Frankfurt avançava 0,10% e a de Paris se valorizava 0,40%. Em Milão e Madri, os ganhos eram de 0,60% e 0,82%, respectivamente. Exceção, o mercado em Lisboa caía 0,19%. No câmbio, a libra recuava a US$ 1,2476 à espera do BoE, de US$ 1,2508 no fim da tarde de ontem, mas o euro se fortalecia, cotado a US$ 1,1065, ante US$ 1,1043 ontem. Com informações da Dow Jones Newswires.

Tópicos

bolsas Europa manhã