Economia

Bolsas europeias recuam, mostrando cautela antes de Davos e decisões de BCs

As bolsas europeias operam em baixa desde a abertura do pregão desta segunda-feira, com investidores mostrando cautela à espera da conferência anual do Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, de decisões de política monetária de grandes bancos centrais e de mais balanços de empresas.

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

A cúpula em Davos, que será aberto oficialmente com um jantar hoje mas só começará na prática amanhã, terá as questões das mudanças climáticas e dos negócios sustentáveis como foco este ano, mas a agenda deverá trazer outros riscos políticos, como comércio internacional e instabilidade geopolítica.

Em dia de feriado de Martin Luther King nos EUA, onde os mercados ficarão fechados, os negócios com ações europeias tendem a perder liquidez hoje.

Investidores na Europa vão monitorar também anúncios de política monetária do Banco do Japão (BoJ, pela sigla em inglês) e do Banco Central Europeu (BCE), amanhã (21) e quinta-feira (23), respectivamente, embora não haja expectativa de novas medidas de nenhuma das instituições. Na tarde de hoje, a presidente do BCE, Christine Lagarde, fará comentários durante evento na Bélgica. Além disso, grandes companhias continuam divulgando balanços no mundo inteiro.

A agenda europeia de indicadores desta segunda trouxe apenas os preços ao produtor da Alemanha, que tiveram leve alta de 0,1% em dezembro ante novembro, mas caíram 0,2% na comparação anual.

Às 7h15 (de Brasília), a Bolsa de Londres caía 0,33%, a de Frankfurt recuava 0,03% e a de Paris se desvalorizava 0,34%. Já as de Milão, Madri e Lisboa tinham perdas de 0,45%, 0,28% e 0,35%, respectivamente. No câmbio, o euro caía levemente, a US$ 1,1088, de US$ 1,1095 no fim da tarde de sexta-feira, e a libra seguia a mesma direção, cotada a US$ 1,2981, ante US$ 1,3017 na sexta.

No noticiário corporativo, destaque para o setor minerador: mais cedo, a Anglo American anunciou a compra da Sirius Minerals, num acordo que avalia a empresa em 404,9 milhões de libras (US$ 526,5 milhões). No mercado inglês, a ação da Sirius avançava mais de 2% e a da Anglo caía 0,30%. Com informações da Dow Jones Newswires.

Veja também

+ Após foto “com volume” ser derrubada no Instagram, Zé Neto republica imagem usando bermuda

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Morre mãe de Toni Garrido: “Descanse, minha rainha Tereza”

+ Após morte de cachorro, Gabriela Pugliesi adota nova cadela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

Tópicos

bolsas Europa manhã