Economia

Bolsas de NY fecham em baixa, com tensões geopolíticas e indicadores no radar


As bolsas de Nova York fecharam em baixa, em sessão marcada pela forte aversão a risco diante de sinais de nova escalada nas tensões geopolíticas envolvendo a Ucrânia. Além disso, indicadores econômicos nos Estados Unidos abaixo do esperado por analistas reforçaram o quadro de cautela.

O índice Dow Jones fechou em queda de 1,78%, em 34312,03 pontos, o S&P 500 recuou 2,12%, a 4380,26 pontos, e o Nasdaq perdeu 2,88%, a 13716,72 pontos.

Os EUA alegam que sete mil soldados russos foram enviados à fronteira com a Ucrânia, na contramão do compromisso do governo do presidente Vladimir Putin de começar a recuar. Enquanto isso, relatos sobre disparos no leste da Ucrânia levaram a diferentes narrativas ao longo do dia. “Os mercados estão se tornando cada vez mais suscetíveis a esse risco principal”, disse o analista Michael Hewson, da corretora CMC Markets. “Isso significa que a guerra falsa provavelmente continuará até que a Rússia recue ou decida avançar para a Ucrânia”, acrescenta.

O ambiente pessimista foi exacerbado por indicadores fracos nos EUA. Os pedidos de auxílio-desemprego no país subiram 23 mil na semana passada, a 248 mil, bem acima da previsão do mercado. Já as construções de moradias iniciadas tiveram queda de 4,1% em janeiro ante dezembro. No radar ainda, o Federal Reserve (Fed), e hoje o presidente da distrital de St. Louis, James Bullard, voltou a defender aumento de 100 pontos-base na taxa básica de juros até 1º de julho.

Os bancos tiveram uma sessão de fortes quedas. Morgan Stanley (-4,94%), Bank of America (-2,44%), Goldman Sachs (-3,05%) e Wells Fargo (-3,42%) estiveram entre os principais recuos do dia.

As ações de tecnologia também estiveram entre as mais penalizadas, em sessão que contou com uma forte queda do bitcoin pressionando a Coinbase, que recuou 7,71%. Além disso, a Tesla caiu 5,09%, perdendo a marca de US$ 900 por ação, em pregão marcado por avanço no escrutínio de reguladores americanos sobre os veículos da empresa. Com resultados publicados ontem, a Nvidia caiu 7,56%, ainda que resultados tenham ficado acima da expectativa da analistas, mas com a empresa indicando problemas nas cadeias de fornecimento.





Tópicos

bolsas NY