Economia

Bolsas da Europa fecham em queda com possíveis tarifas dos EUA e crise na Itália

As bolsas da Europa fecharam em queda nesta quarta-feira, 22, com investidores monitorando as ameaças tarifárias ao continente feitas pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e a crise política italiana. Assim, o índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em queda de 0,34%, a 423,04 pontos.

O mercado acionário europeu, que ensaiou um movimento de alta no início dos negócios, se consolidou em queda, de olho no comércio. Investidores reagiram com mau humor às declarações do presidente americano, Donald Trump, sobre a possibilidade de impor tarifas “muito altas” para exportações de carros e outros produtos da União Europeia. A fala foi feita durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos.

A crise política na Itália também chamou a atenção, em meio à então probabilidade de o ministro de Relações Exteriores do país, Luigi di Maio, apresentar sua renúncia, o que pode vir a abalar a coalizão governamental. A informação só se confirmou após o fechamento dos mercados. Em Milão, o índice FTSE MIB recuou 0,58%, a 23.706,29 pontos. Por lá, UniCredit recuou 3,26% e Fiat caiu 0,89%. Já o índice DAX, da Bolsa de Frankfurt, caiu 0,30%, a 13.515,75 pontos.

Com investidores monitorando o noticiário, o índice FTSE 100, da Bolsa de Londres, caiu 0,51%, a 7.571,92 pontos. Destaque para ações da Antofagasta, que tiveram desvalorização de 4,53%, após a mineradora apresentar queda na produção de cobre do quarto trimestre, embora o resultado de todo o ano de 2019 tenha sido recorde, segundo balanço da empresa divulgado hoje.

Fica no radar, ainda, o surto de coronavírus na China. Em relatório enviado a clientes, o Citi aponta que, na Europa, as companhias aéreas mais expostas à região Ásia-Pacífico são Lufthansa e Air France-KLM, com porcentual de exposição de 24% e 22%, respectivamente. Logo atrás vem IAG, com 8%. Apesar disso, Lufthansa e Air France-KLM fecharam em alta de 0,21% e 0,28%, respectivamente.

Em Paris, o índice CAC 40 fechou em baixa de 0,58%, aos 6.010,98 pontos. O índice PSI 20, da Bolsa de Lisboa, recuou 0,23%, a 5.263,82 pontos e o índice Ibex 35, da Bolsa de Madri, fechou em queda 0,39%, a 9.573,70 pontos.