Economia

Bolsas da Ásia fecham sem sinal único, com sessão positiva em Xangai

As bolsas asiáticas fecharam sem sinal único, nesta segunda-feira. O destaque ficou por conta de Xangai, com alta superior a 1%, puxada pelo setor de tecnologia. A Bolsa de Tóquio também subiu, com mais moderação, com investidores também de olho na visita do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ao Japão. Ao mesmo tempo, o dia foi de negociações com volumes menores em várias praças asiáticas, antes de um dia de feriados com mercados fechados nos Estados Unidos e no Reino Unido.

Na China, a Bolsa de Xangai fechou em alta de 1,38%, em 2.892,38 pontos, e a de Shenzhen, de menor abrangência, subiu 2,51%, a 1.603,79 pontos. O setor de tecnologia se destacou, recuperando-se de perdas recentes. Papéis ligados à tecnologia 5G também subiram.

Na Bolsa de Tóquio, o índice Nikkei seguiu em alta todo o dia, apoiado por ações do setor de eletrônicos. Além disso, Trump realizou declarações em geral amigáveis ao Japão, embora tenha mencionado o desequilíbrio comercial bilateral. O presidente comentou que os EUA não estão prontos para fechar um acordo comercial com a China, mas disse acreditar que isso pode ocorrer “em algum momento no futuro”. Entre as ações em foco, Japan Communications subiu 5,43%, mas Mizuho Financial recuou 0,06%.

Em Hong Kong, o índice Hang Seng caiu 0,24%, a 27.288,09 pontos. Tencent perdeu 0,3%, em seu oitavo recuo seguido desde a publicação do balanço. Por outro lado, no setor de energia CLP avançou 1%, enquanto Sino Biopharm se destacou, em alta de 6,4%.

Na Coreia do Sul, o índice Kospi recuou 0,05%, a 2.044,21 pontos. Drugmaker Celltrion caiu 2,7% e Samsung Biologics, 1,4%. Korea Electric Power perdeu 2%, mas Hyundai Motor se destacou, em alta de 3,45%.

Em Taiwan, o índice Taiex fechou em alta de 0,06%, em 10.334,13 pontos. Taiwan Semi caiu 0,09% e Largan teve baixa de 2,25%, mas o setor financeiro em geral subiu.

Na Oceania, a Bolsa de Sydney operou, apesar de um feriado local na Austrália. O índice S&P/ASX 200 fechou em baixa de 0,06%, em 6.451,90 pontos, sem impulso. O setor de energia perdeu quase todos seus ganhos ao longo do pregão, diante da fraqueza do petróleo, mas o de tecnologia da informação avançou.