Economia

Bolsas da Ásia fecham em alta apenas modesta, com temor sobre economia global

As bolsas asiáticas fecharam com ganhos apenas modestos nesta segunda-feira, 23, à medida que persistem temores com a perspectiva de enfraquecimento da economia global. O índice acionário japonês Nikkei teve alta mais significativa em Tóquio hoje, de 0,98%, a 27.001,52 pontos, mas outros mercados ficaram próximos da estabilidade.

Na China continental, o Xangai Composto encerrou o pregão com ganho marginal de 0,01%, a 3.146,86 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto subiu 0,56%, a 1.994,76 pontos. Em outras partes da Ásia, o sul-coreano Kospi avançou 0,31% em Seul, a 2.647,38 pontos, e o Taiex assegurou ligeira valorização de 0,07% em Taiwan, a 16.156,41 pontos.


Exceção, o Hang Seng caiu 1,19% em Hong Kong, a 20.470,06 pontos, pressionado por ações de tecnologia.

O clima na Ásia e em outras partes é de cautela, uma vez que a inflação elevada, aumentos de juros, a desaceleração da China em meio ao combate contra a covid-19 e a guerra na Ucrânia pesam na economia global, que pode até enfrentar uma recessão este ano, segundo o Instituto de Finanças Internacionais (IIF, na sigla em inglês).

Na semana passada, as bolsas de Nova York acumularam perdas de 3% a quase 4%, e o S&P 500 chegou a ficar brevemente em “bear market” – 20% abaixo do pico mais recente – com temores de que o aperto monetário em curso prejudique a economia dos EUA.

Em visita ao Japão, o presidente dos EUA, Joe Biden, anunciou nesta segunda-feira uma nova iniciativa de cooperação econômica e comercial com 12 países do Indo-Pacífico. Biden disse também que Washington interferiria militarmente se Taiwan virasse alvo de agressão da China.

Na Oceania, a bolsa australiana ficou praticamente estável, com ligeira alta de 0,05% do S&P/ASX 200 em Sydney, a 7.148,90 pontos. Com informações da Dow Jones Newswires e Associated Press.