Economia

Bolsas asiáticas fecham em baixa na esteira de NY e com incertezas do Brexit

As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em baixa nesta quarta-feira, seguindo o desempenho negativo de Wall Street e em meio a incertezas da questão do Brexit, como é conhecido o processo para que o Reino Unido se retire da União Europeia.

Ontem, os mercados acionários de Nova York encerraram o pregão no vermelho após a publicação de balanços corporativos mistos e notícias negativas que afetaram principalmente o setor de tecnologia.

Além disso, o Parlamento britânico votou ontem contra uma proposta que aceleraria os trâmites de legislação relacionada à saída do Reino Unido da UE, tornando muito difícil que o Brexit ocorra na data-limite de 31 de outubro. Para evitar um divórcio sem acordo entre as partes, a expectativa é que a UE conceda uma nova extensão para o Brexit.

Nos negócios da China continental, o índice Xangai Composto caiu 0,43% hoje, a 2.941,62 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto recuou 0,79%, a 1.618,40 pontos.

Em outras partes da Ásia, o Hang Seng teve queda de 0,82% em Hong Kong, a 26.566,73 pontos, o sul-coreano Kospi cedeu 0,39% em Seul, a 2.080,62 pontos, após acumular ganhos por dois dias seguidos, e o Taiex registrou baixa de 0,28% em Taiwan, a 11.239,67 pontos, mas o Nikkei foi exceção e subiu 0,34% em Tóquio, a 22.625,38 pontos, graças a ações do setor financeiro e depois de não operar ontem devido a um feriado no Japão.

Na Oceania, a bolsa australiana fechou praticamente estável, numa recuperação que veio no fim dos negócios. O S&P/ASX 200 teve alta marginal de 0,01%, a 6.673,10 pontos, após chegar a cair 0,50% em seu pior momento no pregão. Com informações da Dow Jones Newswires.