Economia

Bolsas asiáticas fecham em alta com otimismo em relação a comércio EUA-China

As bolsas asiáticas fecharam em alta nesta terça-feira, influenciadas por um sentimento de otimismo em relação às negociações comerciais entre Estados Unidos e China.

Nos negócios da China continental, o índice Xangai Composto subiu 0,50% hoje, a 2.954,38 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto avançou 1,01%, a 1.631,22 pontos.

Ontem, o diretor do Conselho Econômico Nacional da Casa Branca, Larry Kudlow, disse em entrevista à Fox Business que o aumento de tarifas dos EUA sobre bens chineses programado para dezembro poderá ser suspenso caso avancem as discussões da chamada “fase 1” de um acordo comercial preliminar entre os dois países.

Já o secretário de Comércio dos EUA, Wilbur Ross, afirmou à mesma emissora ontem que mais importante do que assinar um acordo prévio com a China é garantir um pacto adequado.

Existe a expectativa de que os presidentes dos EUA, Donald Trump, e da China, Xi Jinping, firmem o acordo inicial durante reunião da Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (Apec), prevista para ocorrer no Chile em meados de novembro.

Em outras partes da Ásia, o Hang Seng teve alta de 0,23% em Hong Kong hoje, encerrando o pregão a 26.786,20 pontos, enquanto o sul-coreano Kospi subiu 1,16% em Seul, a 2.088,86 pontos, e o Taiex avançou 0,78% em Taiwan, a 11.271,25 pontos. No Japão, não houve negócios devido a um feriado nacional.

Na Oceania, a bolsa australiana ficou no azul pelo segundo dia consecutivo, impulsionada por ações de mineradoras. O S&P/ASX 200 se valorizou 0,30% em Sydney, a 6.672,20 pontos. Com informações da Dow Jones Newswires.