Finanças

Bolsas asiáticas caem com realização de lucros, após desaceleração do PIB chinês


As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em baixa nesta sexta-feira, influenciadas por um movimento de realização de lucros após novos dados mostrarem que a economia da China desacelerou mais no primeiro trimestre.

Entre janeiro e março, o Produto Interno Bruto (PIB) da China teve expansão anual de 6,7%, após crescer 6,8% nos três meses anteriores, como previam os analistas, segundo números oficiais publicados no fim da noite de ontem.

Apenas em março, a produção industrial chinesa avançou 6,8% na comparação anual, superando as expectativas, enquanto as vendas no varejo subiram 10,5%, vindo em linha com o esperado.

Os indicadores, porém, não foram suficientes para alimentar a confiança nos mercados chineses. O Xangai Composto, principal índice acionário da China, caiu 0,1%, a 3.078,12 pontos, enquanto o Shenzhen Composto, de menor abrangência, recuou 0,2%, a 1.978,58 pontos.

Segundo alguns analistas, os investidores nas bolsas chinesas decidiram realizar lucros hoje, uma vez que o Xangai acumulou ganhos de cerca de 16% entre o fim de janeiro e ontem. De qualquer forma, o índice ainda mostra desvalorização em torno de 13% no ano, devido a fortes perdas registradas no começo de janeiro.

Em Tóquio, o dia também foi de realização moderada de lucros, após os fortes ganhos dos três pregões anteriores, e o Nikkei caiu 0,37%, a 16.848,03 pontos. Na semana, porém, o índice japonês acumulou alta de 6,49%.

Seguindo o desempenho das ações na China continental, o Hang Seng teve baixa de 0,1% em Hong Kong, a 21.316,47 pontos. Já o índice sul-coreano Kospi registrou declínio marginal de 0,06%, a 2.014,71 pontos, enquanto o filipino PSEi cedeu 0,49% em Manila, a 7.321,30 pontos.

O mercado em Taiwan contrariou a tendência majoritária na Ásia e o Taiex subiu 0,4%, a 8.700,39 pontos, sustentado por ações dos setores financeiro e industrial.

Na Oceania, a bolsa australiana avançou pelo quarto dia consecutivo, encerrando a semana com valorização de 4,5%, apesar do tom negativo na região asiática. O S&P/ASX 200, que reúne as empresas mais negociadas em Sydney, teve alta de 0,8% hoje, a 5.157,50 pontos, atingindo o maior nível em quase um mês. Com informações da Dow Jones Newswires.

Veja também
+Deolane Bezerra, viúva de MC Kevin, revela que fez cirurgia na vagina
+ Aprenda a fazer a deliciosa receita de feijoada da cantora Ivete Sangalo
+ Mulher e filho de Schumacher falam sobre saúde do ex-piloto
+ Carvão “gourmet” que não suja as mãos vira meme nas rede sociais; ouça
+ Mãe encontra filho de 2 anos morto com bilhete ao lado ao chegar em casa
+ Receita fácil e rápida de pavê de amendoim para o fim de semana
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago