Mundo

Bolívia pede à ONU, UE e OEA ações para evitar ‘autoritarismo’ do próximo governo

Bolívia pede à ONU, UE e OEA ações para evitar ‘autoritarismo’ do próximo governo

(Arquivo) A chanceler da Bolívia, Karen Longaric - AFP/Arquivos

O governo da Bolívia solicitou nesta quinta-feira às Nações Unidas (ONU), à União Europeia (UE) e à Organização de Estados Americanos (OEA) que compareçam ao país a fim de observar e evitar “práticas autoritárias” do próximo governo, do esquerdista Luis Arce, alegando temer “uma nova crise política”.

A chanceler Karen Longaric enviou notas aos chefes das três organizações internacionais para que considerem o envio de representantes especiais “com o objetivo de observar a atual transição” para o governo do presidente eleito. Segundo ela, o objetivo dessa observação é “prevenir o desenvolvimento de práticas autoritárias que favoreçam uma nova crise política, social e democrática na Bolívia”.

Karen enumerou vários fatos que, para ela, constituem atos contrários à democracia, como a decisão do Parlamento, controlado pelo Movimento ao Socialismo (MAS), partido de Arce, de reduzir o quórum legislativo para aprovar as promoções a general nas Forças Armadas e na Polícia e a nomeação de embaixadores.

A chanceler também denunciou a suspensão na Justiça da ordem de prisão por suspeita de crimes de terrorismo contra Morales, responsabilizado por ter coordenado o bloqueio de alimentos às cidades durante a convulsão de outubro e novembro de 2019. Segundo ela, “o MAS mostra sinais inequívocos de não estar disposto a se submeter às normas democráticas”.

Veja também

+ Cantora MC Venenosa morre aos 32 anos e família pede ajuda para realizar velório
+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ Idoso morre após dormir ao volante e capotar veículo em Douradoquara; neto ficou ferido
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel