Economia

Boeing adia novamente previsão de autorização para retomar atividades do 737 Max

A Boeing adiou ontem sua previsão de quando os reguladores liberarão o retorno do 737 Max ao serviço comercial e afirmou que não espera aprovação para isso antes do meio do ano. A estimativa anterior era de receber a autorização ainda este mês.

A fabricante de aviões disse que sua nova estimativa para a aprovação da Administração Federal de Aviação leva em consideração a necessidade de aprovação de treinamento para pilotos e “experiência até agora com o processo de certificação”. Pessoas próximas ao assunto informaram que esperam a aprovação entre junho ou julho.

A mais recente projeção não é uma resposta ao surgimento de novos problemas técnicos ou novos atritos com os reguladores, de acordo com pessoas familiarizadas com o assunto.

A frota do Max está aterrada desde março de 2019, após dois acidentes fatais. Desde então, a Boeing revisou repetidamente quando espera que os reguladores aprovem mudanças nos sistemas de controle de voo, bem como novos regimes de treinamento. Fonte: Dow Jones Newswires.