Tecnologia & Meio ambiente

Blinken viajará para a Groenlândia propor cooperação no Ártico

Blinken viajará para a Groenlândia propor cooperação no Ártico

Secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, em 10 de maio de 2021 - POOL/AFP/Arquivos


O chefe da diplomacia dos EUA, Antony Blinken, pedirá um esforço internacional contra as mudanças climáticas e maior cooperação no Ártico durante uma viagem à Groenlândia na próxima semana, disse o Departamento de Estado nesta sexta-feira (14).

A visita é uma nova etapa de uma rota já anunciada pelo Secretário de Estado, durante a qual participará de uma reunião do Conselho do Ártico na Islândia e terá, pela primeira vez, uma reunião com o chanceler russo, Serguei Lavrov.

Blinken começará esta viagem no domingo na Dinamarca, da qual a Groenlândia é um território autônomo, dois anos depois de o ex-presidente Donald Trump gerar uma confusão ao propor a compra da enorme ilha do Ártico.

Na quinta-feira, ele discutirá com os líderes desse território a “parceria muito forte entre os Estados Unidos e a Groenlândia” e o compromisso “de aumentar a cooperação no Ártico”, disse em comunicado o porta-voz da diplomacia americana, Ned Price.

Em Copenhage, o Secretário de Estado se reunirá com a primeira-ministra dinamarquesa, Mette Frederiksen, e com outros dirigentes e empresários dinamarqueses, sobre formas de “lutar contra a crise climática”, com ênfase no desenvolvimento de novas tecnologias.

O derretimento das geleiras causado pelas mudanças climáticas está abrindo gradualmente o caminho para novas rotas marítimas no Ártico, fonte de conflitos entre as grandes potências.

Em discurso no mês passado, Blinken acusou a Rússia de “explorar esta mudança para tentar exercer o controle sobre este novo espaço”, em particular com a modernização de suas bases, e também destacou a presença crescente da China na região.

+ Sabrina Sato aparece com micro biquíni e surpreende seguidores

+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça

Ao contrário de seu antecessor, o presidente Joe Biden fez da luta contra as mudanças climáticas uma das prioridades de seu mandato, estabelecendo a ambiciosa meta de reduzir as emissões de gases de efeito estufa pela metade até 2035.

Veja também
+ Mãe de Eliza Samudio diz que Bruno não paga pensão e que filho do goleiro se sente culpado pelo crime
+ Deputado dos EUA sugere mudar órbita da Lua para combater aquecimento
+ Baleia 'engole' pescador nos EUA e depois o cospe vivo
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Faustão é internado em hospital de SP
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS