Ediçao Da Semana

Nº 2741 - 05/08/22 Leia mais

Por Ludwig Burger

(Reuters) – A alemã BioNTech, parceira da Pfizer em vacinas contra Covid-19, disse que as duas empresas iniciarão testes em humanos de vacinas de próxima geração que protegem contra uma ampla variedade de coronavírus no segundo semestre do ano.

Seu trabalho experimental sobre vacinas que vão além da abordagem atual incluem vacinas de aprimoramento de células T, projetadas principalmente para proteger contra doenças graves se o vírus se tornar mais perigoso, e vacinas de pan-coronavírus que protegem contra a família mais ampla de vírus e suas mutações.

Em slides de apresentação publicados no site da BioNTech para o dia do investidor, a empresa alemã de biotecnologia disse que seu objetivo é “fornecer proteção de variante durável”.

As duas parceiras, fabricantes da vacina contra Covid-19 mais usada no mundo ocidental, estão atualmente discutindo com os reguladores versões aprimoradas de sua vacina estabelecida para melhor proteção contra a variante Ômicron e suas sub linhagens.

A mutação persistente do vírus em novas variantes que escapam mais facilmente da proteção vacinal, bem como a diminuição da memória imunológica humana, aumentaram a urgência da busca de empresas, governos e órgãos de saúde por ferramentas de proteção mais confiáveis.

Como parte de um esforço para impulsionar ainda mais seus negócios de doenças infecciosas, a BioNTech afirmou que estava trabalhando independentemente em antibióticos de precisão que matam superbactérias que se tornaram resistentes aos anti-infecciosos atualmente disponíveis.

A BioNTech, que não disse quando os testes poderiam começar, está se apoiando na tecnologia da PhagoMed, que adquiriu em outubro do ano passado.

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI5S0SD-BASEIMAGE