Saúde da mulher

Bioestimulador de colágeno: técnica retarda o envelhecimento do rosto e corpo

Crédito: Freepik

A busca em desacelerar o envelhecimento é uma das grandes tendências, possível graças ao avanço no mercado da estética. Entre as diversas técnicas, os bioestimuladores de colágeno são os preferidos e prometem proporcionar resistência e firmeza à pele, propriedades comprometidas a partir dos 30 anos, quando o corpo diminui a produção natural de colágeno, resultando em flacidez, rugas, afinamento e fragilidade cutânea.

+ Queda de cabelo pós-Covid é comum; saiba como recuperar os fios

+ Home office pode acelerar o envelhecimento precoce; saiba como evitar

Para a IstoÉ, a médica especialista no assunto, Raquel Moreira, apresenta a hidroxiapatita de cálcio, um bioestimulador que pode retardar o envelhecimento em várias partes do corpo. “Radiesse é o nome comercial dessa técnica, usada para repor o volume em procedimentos de harmonização, preenchimento e combate à flacidez. Sua ação acontece devido ao processo inflamatório que multiplica as células produtoras de colágeno, proporcionando mais firmeza à pele de forma natural e progressiva”, explica.

De acordo com Raquel, uma das principais vantagens é apresentar compostos presentes no organismo, como fósforo e cálcio – características dos dentes e ossos. Desta forma, o corpo reconhece a substância, tornando a aplicação segura e, por esse motivo, sem teste alérgico prévio. O procedimento é minimamente invasivo e praticamente indolor, o que possibilita o retorno imediato às atividades habituais, sem necessidade de dias de repouso.

A técnica pode ser usada na face, principalmente no malar, arco zigomático, mento e ângulo de mandíbula, além de regiões situadas nos olhos, bochechas, queixo e testa. Por se tratar de uma substância biocompatível, a hidroxiapatita de cálcio também pode ser feita para manter a aparência jovial das mãos, pescoço, colo, abdome, nádegas e região interna de braços e coxas.

“A quantidade de sessões depende da idade, grau de flacidez e do estilo de vida. Em média, se recomenda de duas a cinco, com intervalo de 30 a 60 dias entre elas. Os resultados começam a aparecer após 30 dias da primeira sessão e serão progressivos até a reabsorção total do produto no organismo, o que ocorre entre dois e três anos — durante esse período, estimula a produção de colágeno”, acrescenta Raquel.

Embora a radiesse tenha compostos presentes no organismo, existem contraindicações para pacientes oncológicos e pessoas que em tratamento com medicação que impeça o uso de bioestimulador. Independente dessas condições, a avaliação deve ser feita por um profissional capacitado na técnica.


Saiba mais
+ Morre a atriz Noemi Gerbelli, a diretora Olívia da novela 'Carrossel', aos 68 anos
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais