ISTOÉ Gente

Bill Cosby tem condenação por agressão sexual anulada

Bill Cosby tem condenação por agressão sexual anulada

El actor estadounidense Bill Cosby, de 83 años, apeló nuevamente su condena por drogar y agredir sexualmente a una mujer hace 16 años en Pensilvania - AFP

Condenado a 10 anos de prisão por agressão sexual, Bill Cosby teve a pena anulada nesta quarta-feira (30) pela Suprema Corte da Pensilvânia. O ator foi considerado culpado de drogar e abusar sexualmente de Andrea Constand, ex-adiministradora da Universidade de Temple, em 2004. Ele já havia cumprido 2 anos da pena.

+ ‘Ter congelado meus óvulos me dará tempo de refletir’, diz Paula Fernandes sobre maternidade


Eduardo Costa mantém contato com Mariana Polastreli após polêmicas

Os juízes decidiram que Kevin Steele, promotor do caso, deveria cumprir uma “promessa” feita pelo promotor anterior, que garantia a Cosby que não o denunciaria pelo crime. O ator confiou nele e deu um depoimento, que foi considerado incriminador. “[A anulação] é o único remédio que atende às expectativas razoáveis da nossa sociedade em relação a seus promotores eleitos e nosso sistema de justiça criminal. [A prisão é] uma afronta à justiça fundamental, especialmente quando resulta em um processo criminal que foi esquecido por mais de uma década”, disse a decisão da Corte.

Os advogados chegaram a argumentar que Cosby foi injustamente condenado após um juiz permitir que várias mulheres testemunhassem sobre os abusos sexuais do ator contra elas.