Bial ensina a tratar mitômanos desavergonhados, como Lula e Bolsonaro

Crédito: Montagem: Divulgação/Globo/Divulgação/PT

(Crédito: Montagem: Divulgação/Globo/Divulgação/PT)


Em tom jocoso, Pedro Bial, em entrevista ao programa “Manhattan Connection” da TV Cultura, disse que só entrevistaria o ex-tudo (ex-presidente, ex-presidiário, ex-corrupto e ex-lavador de dinheiro) Lula da Silva, ao vivo, se de posse de um polígrafo.

Um colunista do UOL não gostou da brincadeira e chamou Bial de “grosseiro”. Em ordem unida, exatamente como fazem os bolsominions, a petralhada, nas redes sociais, iniciou uma campanha de demonização do jornalista, em defesa do intocável meliante de estimação.

Neste domingo (18), em excelente artigo para a Folha de S.Paulo, sócia do Portal UOL, o ex-apresentador do BBB explicou o motivo da fala e expôs, de forma absolutamente elegante e didática, o porquê da alusão ao polígrafo, caso viesse a entrevistar o petista ao vivo.

Bial lembrou de fatos históricos e verídicos, comprovados por vídeos antigos e também por testemunhas, que explicam toda sua desconfiança em relação ao chefe da quadrilha de ladrões do caso Petrolão ― conforme denúncia do MPF (Ministério Público Federal).

Que Lula mente descaradamente, a história se incumbe de provar. Aliás, o próprio picareta já admitiu isso. E sua recente entrevista ao vivo, ao programa “O É da Coisa”, com Reinaldo Azevedo, na Rádio Bandeirantes FM, é um show dessas mentiras grotescas.

O bandalho petista teve suas condenações pelos crimes mais que provados e comprovados anuladas pelo STF, o que não significa, de forma alguma, inocência. Lula foi pego com a boca na botija e nada neste mundo fará com que os fatos passados desapareçam.


+ Mãe conta à polícia que ateou fogo e matou bebê por ‘vergonha’ de ter a gravidez descoberta
+ Após ameaças, soldada da PM denuncia coronel por assédio sexual
+ Youtuber é perseguido por jacaré de três metros: veja vídeo



Gente como ele, assim como o amigão do Queiroz, Jair Bolsonaro, são mestres no confronto rasteiro, nas ofensas e mentiras. Para tratar estes mitômanos despudorados ou você se rebaixa ao subnível em que habitam ou mantém-se digno, em elevado patamar.

Eu, por exemplo, não sei me comportar da segunda maneira. Desço 18 andares e vou logo tretar no porão. Por isso minha linguagem agressiva e nivelada por baixo, bem ao estilo e gosto destes cretinos. Já Pedro Bial prefere o decoro, e faz ele muito bem.

Há uma frase de Samuel Langhorne Clemens, o brilhante Mark Twain (1835-1910), de que eu gosto muito: “Never argue with stupid people, they will drag you down to their level and then beat you with experience”. Em uma tradução livre, diz mais ou menos o seguinte:

“Nunca discuta com gente estúpida. Eles irão te arrastar para o baixo nível e te derrotar pela experiência que têm”. Na mosca! O que Bial fez foi exatamente isso. Não desceu ao nível do pilantra do PT. Mas não sou o Pedro. Longe disso. Acho bem mais divertido assim.

Veja também

+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tenha também a Istoé no Google Notícias
+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS


Sobre o autor

Ricardo Kertzman é blogueiro, colunista e contestador por natureza. Reza a lenda que, ao nascer, antes mesmo de chorar, reclamou do hospital, brigou com o obstetra e discutiu com a mãe. Seu temperamento impulsivo só não é maior que seu imenso bom coração.


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2021 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.