Esportes

Bia Haddad Maia faz história e vai à final da chave de duplas femininas do Australian Open

Ao lado da cazaque Anna Danilina, paulistana vence a dupla número 2 do mundo, formada pelas japonesas Shuko Aoyanna e Ena Shibahara, e alcança marca histórica ao Brasil

Bia Haddad Maia faz história e vai à final da chave de duplas femininas do Australian Open

Beatriz Haddad Maia segue fazendo história para o tênis feminino brasileiro. Na noite desta quarta-feira, ela e a cazaque Anna Danilina se classificaram para a final do Australian Open após superarem as japonesas Ena Shibahara e Shuko Ayoama, cabeças de chave 2, por 2 sets a 1, com parciais de 6/4 5/7 6/4, após 2h19 de duração na quadra Rod Laver, a principal de Melbourne Park.


Esta é a primeira vez que uma brasileira jogará a final de um Grand Slam desde Maria Esther Bueno em 1968, a primeira na Era Aberta.

Para levantarem o desejado troféu, Bia e Danilina irão encarar as vencedoras do confronto entre a dupla tcheca Barbora Krejcikova e Katerina Siniakova e a parceria da russa Veronika Kudermetova e a belga Elise Mertens, atual campeã do torneio – junto da bielorrussa Aryna Sabalenka.

Bia e Danilina estão invictas na atual temporada e faturaram o título do WTA 500 de Sydney, na Austrália, quando também derrubaram Shibahara e Ayoama. Pela campanha, a brasileira já vai subindo do 150º para o 41º lugar no ranking mundial, o que é o melhor da carreira. Se for a campeã será a 27ª.