Esportes

Belga vence corrida da França à China em bicicleta solar

Um belga percorreu 12.000 km em uma bicicleta solar entre Lyon, na França, e Cantão, no sul da China, onde nesta sexta-feira (4) foi proclamado vencedor da “Sun Trip”, um trajeto pela Rota da Seda destinado a promover energias renováveis.

Participaram desta primeira edição da insólita competição 39 aventureiros que saíram de Lyon em meados de junho para chegar a Cantão em menos de 100 dias, sem um itinerário estipulado, nem ajuda – apenas com uma bicicleta solar.


Raf van Hulle, arquiteto belga de 43 anos, foi o primeiro a cruzar a linha de chegada, ao completar o périplo em menos de 45 dias, com uma média de 270 km diários.

“Estou muito feliz de ter vencido, mas também de não ter danificado minha bicicleta, que é muito cara”, explicou Van Hulle à AFP.

Seu meio de transporte, que ele mesmo construiu e que usa diariamente, conta com um painel solar dianteiro e outro acoplado.

Para ele, a parte mais difícil foi atravessar 3.000 km de estepes desertos no Cazaquistão e em seguida o deserto de Gobi, pedalando com temperaturas de mais de 40ºC.

Seu itinerário atravessou Alemanha, Ucrânia, Rússia, Cazaquistão e China. O trajeto foi mais ao norte que a antiga Rota da Seda, que cruzava Turquia, Síria, Irã e Uzbequistão.

“Tornou-se realidade o desafio de um homem cruzar a Eurásia em menos de 50 dias graças a painéis solares”, comemorou Florian Bailly, criador da “Sun Trip”.

jug/ia/es/pa/ll