ISTOÉ Gente

Beiçola, da ‘Grande Família’, relembra experiência de sexo a três

Crédito: Reprodução/TV Globo

Marcos Oliveira deu vida ao personagem Beiçola, na série 'A Grande Família' (Crédito: Reprodução/TV Globo)

Marcos Oliveira, o Beiçola da série ‘Grande Família‘, participou de uma live com Rodrigo Oliver e surpreendeu os espectadores ao comentar sobre a experiência de já ter feito sexo a três.

+ Mourão, sobre ser vice de Bolsonaro em 2022: ‘Estou trabalhando para isso’

“Já! Nossa, é muito bom, gente. Eu fiz na Europa, que eram mais civilizados. Nossa, foi muito bom. A minha carência foi pro zero. Façam, aproveitem”, contou Marcos, comentando sobre a solteirice. “Não sou casado. Sou tico tico no fubá. Adoro uma polenta”, completou.

Na conversa, o ator falou também sobre sua relação com o personagem Beiçola e com os outros integrantes da série, que chegou ao fim em 2014 e era exibida pela TV Globo.

“Foi muito legal. Esse personagem foi inspirado no Ronnie Von. Queria fazer aquele galã da Jovem Guarda. Mas não carrego mais nada (do personagem). As pessoas misturam ficção com realidade. Na ficção você tem muito mais importância com a realidade”, afirmou.

View this post on Instagram

A post shared by Rodrigo Oliver (oficial)Ⓜ️ (@rodrigooliver2) on

Veja também

+ RJ: tráfico promete caçar quem gravou equipe do Bravo da Rocinha: ‘Vai morrer’

+ Hubble mostra nova imagem de Júpiter e sua lua Europa

+ Após morte de cachorro, Gabriela Pugliesi adota nova cadela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea