Economia

BCE prevê crescimento maior do PIB da zona do euro em 2019 e menor em 2020

O Banco Central Europeu (BCE) revisou hoje suas projeções de crescimento econômico e de inflação da zona do euro para este e os próximos dois anos, após decidir mais cedo manter suas principais taxas de juros inalteradas, mas indicar que pretende deixá-las nos níveis atuais por ao menos mais seis meses, até o fim do primeiro semestre de 2020.

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

Presidente do BCE, Mario Draghi anunciou durante coletiva de imprensa que a instituição agora prevê que o Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro crescerá 1,2% este ano. A previsão anterior era de avanço um pouco menor, de 1,1%.

O BCE, por outro lado, cortou suas projeções de expansão do PIB para 2020, de 1,6% para 1,4%, e também para 2021, de 1,5% para 1,4%.

Quanto à taxa de inflação ao consumidor, o BCE elevou sua projeção para 2019, de 1,2% para 1,3%, cortou a previsão para 2020, de 1,5% para 1,4%, e manteve a de 2021, em 1,6%.

Veja também

+Cidadania divulga calendário de pagamentos da extensão do auxílio emergencial

+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’

+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

Tópicos

BCE inflação PIB