Economia

BCE pede unidade à UE contra o coronavírus

A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, pediu unidade aos membros da União Europeia (UE) no enfrentamento das consequências econômicas do coronavírus, em artigo publicado nesta quarta-feira.

“É vital que os planos orçamentários para reagir a esta crise sejam eficazes na zona do euro como um todo. Os governos devem implantar políticas eficientes diante de uma batalha comum”, afirmou no texto divulgado no site do jornal francês Le Monde.

Também nesta quarta-feira, os países da UE não conseguiram, apesar de horas de negociações, chegar a um acordo para uma resposta econômica comum à pandemia. Um dos motivos principais é a recusa da Holanda em ceder às demandas de mutualização da dívida solicitadas por países do sul, como Itália.

“Se todos os países não se mobilizarem, os outros sofrerão. Sendo solidários, servimos na realidade a nossos próprios interesses”, disse Lagarde.

O alinhamento total das políticas orçamentárias e monetárias e a igualdade no tratamento contra o coronavírus são os melhores métodos para proteger nossa capacidade produtiva e de emprego”, afirmou Lagarde.

Apesar do fracasso das negociações, os membro da Eurocâmara, que reúne os ministros das finanças da zona do euro, se encontrarão novamente nesta quinta-feira por videoconferência.