Economia

BCE avalia que dados econômicos da zona do euro têm surpreendido negativamente

Dados sobre a atividade econômica da zona do euro têm surpreendido negativamente desde a decisão do Banco Central Europeu (BCE) de encerrar seu programa de relaxamento quantitativo (QE, pela sigla em inglês) em dezembro último, segundo boletim econômico divulgado hoje pelo BCE.

+ Mourão, sobre ser vice de Bolsonaro em 2022: ‘Estou trabalhando para isso’

O BCE atribui a piora à demanda externa mais fraca e a fatores específicos de alguns países do bloco e também de determinados setores.

Na avaliação do BCE, a persistência de incertezas relacionadas a fatores geopolíticos e a ameaça de medidas protecionistas têm pesado no sentimento econômico.

Por outro lado, o BCE apontou que condições financeiras encorajadoras, condições favoráveis no mercado de trabalho e o avanço dos salários ajudam a sustentar a expansão da zona do euro e a ampliar as pressões inflacionárias.

Nesse contexto, o BCE demonstrou confiança de que a inflação do bloco irá convergir para sua meta oficial – que é de taxa ligeiramente inferior a 2% – no médio prazo.

Veja também

+ Ford anuncia local e investimento de US$ 700 milhões em fábrica que criará F-150 elétrico

+ RJ: tráfico promete caçar quem gravou equipe do Bravo da Rocinha: ‘Vai morrer’

+ Hubble mostra nova imagem de Júpiter e sua lua Europa

+ Após morte de cachorro, Gabriela Pugliesi adota nova cadela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

Tópicos

BCE boletim