Ediçao Da Semana

Nº 2741 - 05/08/22 Leia mais

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou, nesta quinta-feira, 17, o resultado do Banco Central em 2021. De acordo com o BC, o resultado nesse período foi positivo em R$ 85,9 bilhões.

Segundo a nota, o resultado positivo com reservas e operações cambiais, no valor de R$ 14,2 bilhões, foi destinado à constituição de reserva de resultados no Patrimônio Líquido do BC.

O resultado com as demais operações, no valor de R$ 71,7 bilhões, será transferido ao Tesouro Nacional até 7 de março de 2022.

A chefe-adjunta do Departamento de Contabilidade, Orçamento e Execução Financeira (Deafi) do Banco Central, Marisa Minzoni, disse que a transferência de R$ 71,7 bilhões ao Tesouro Nacional deve ser usada para o pagamento de juros e abatimento de dívida.

Minzoni ressaltou que, por lei, o resultado operacional da autoridade monetária é transferido para o caixa do Tesouro. Já o lucro com reservas e operações cambiais são destinadas à reserva de resultados do patrimônio líquido do BC.

A transferência do lucro do BC para o Tesouro no início do ano já era prevista. Em 2020, o CMN aprovou uma transferência excepcional, de R$ 325 bilhões, a pedido do Ministério da Economia, em meio às turbulências geradas pela pandemia do coronavírus.

De acordo com Marisa Minzoni, os repasses dos recursos agora são anuais e transferidos automaticamente. Não foram feitas transferências excepcionais em 2021.