Economia

BC russo estabiliza rublo após turbulências iniciais com guerra


Embora o rublo russo ainda possa ver oscilações acentuadas em um dia, ele reduziu suas perdas acentuadas e começou a se estabilizar. Agora, está sendo negociado a cerca de 99 rublos por dólar, cerca de 17% mais fraco do que era antes das tropas russas invadirem a Ucrânia em 24 de fevereiro, mas mais forte do que seu recorde de baixa de 151 em 7 de março, segundo a FactSet.

O aumento dos preços das moedas geralmente reflete um fortalecimento geral das perspectivas econômicas de um país. Não é assim na Rússia. Em vez disso, os movimentos do banco central para limitar a venda de rublos e forçar a compra do ativo efetivamente fabricaram a demanda pela moeda. A Rússia limitou a quantidade de dólares que os residentes podem sacar de contas bancárias em moeda estrangeira e proibiu os bancos de vender moedas estrangeiras a clientes pelos próximos seis meses. As corretoras russas também não podem permitir que clientes estrangeiros vendam títulos. Essas medidas dificultaram a venda do rublo, limitando assim suas perdas.

As sanções ocidentais contra a Rússia deixaram exclusões para os exportadores de energia dos quais a Europa é particularmente dependente, o que manteve dólares e euros fluindo para o país. A Rússia ordenou que esses exportadores vendessem 80% de suas receitas em moeda estrangeira e comprassem rublos, ajudando a valorização da moeda.

O presidente russo, Vladimir Putin, disse recentemente que quer que os países europeus comecem a comprar gás russo com rublos em vez de dólares e euros. Isso reverteria o fluxo atual de dinheiro, fazendo com que os países sancionadores apoiem a moeda da Rússia e garantindo que todos os fundos das vendas de energia apoiem seu valor, disse Christian Kopf, chefe de renda fixa da gestora de ativos Union Investment. Tal movimento é improvável, mas sinaliza o desejo da Rússia de aumentar a demanda pelo rublo.

Muitos bancos ocidentais não estão mais fornecendo cotações eletrônicas para comprar e vender o rublo. Em vez disso, os clientes devem ligar para o banco e perguntar se ele está disposto a processar uma negociação e a que taxa. Os bancos, preocupados em entrar em conflito com as sanções ocidentais, estão tendo que liberar todas as transações de rublos com seus departamentos jurídicos e de conformidade, dizem os operadores. Os países europeus anunciaram planos para se afastar da energia russa nos próximos anos, o que também enfraquecerá o rublo a longo prazo.

“Estamos olhando para um rublo russo que estará significativamente enfraquecido no longo prazo”, disse Jane Foley, chefe de estratégia cambial do Rabobank.