Economia

BC: incerteza ocorre em contexto de transformações na intermediação financeira

O Comitê de Política Monetária (Copom) avaliou nesta quarta-feira, 11, que a incerteza sobre os canais de transmissão dos efeitos do ciclo de cortes da Selic sobre a inflação ocorre em um contexto de transformações na intermediação financeira. O colegiado reduziu a taxa básica da economia de 5,00% para 4,50% ao ano.

Segundo o Copom, o balanço de riscos para inflação segue com fatores em ambas as direções. De um lado, o nível elevado de ociosidade da economia pode continuar produzindo uma inflação menor que a esperada.

Do outro lado, o Copom voltou a citar que o atual grau de estímulo – com quatro cortes seguidos que totalizaram 2 p.p. de redução na Selic – atua com defasagens sobre a economia. Isso aumenta a incerteza sobre os canais de transmissão da política monetária e pode elevar a inflação. A novidade foi que o BC pontuou no comunicado que essa incerteza ocorre em um contexto de transformações na intermediação financeira.

O presidente do BC, Roberto Campos Neto, tem destacado em suas recentes apresentações que essas transformações ocorrem em todo o mundo, com o crescimento da oferta digital de produtos financeiros e com a entrada das chamadas fintechs no mercado de crédito.

Esse risco de uma inflação mais elevada, continuou o Copom, se intensifica nos casos de deterioração do cenário externo para economias emergentes ou eventual frustração em relação à continuidade das reformas na economia.

+ Consulado chinês nos EUA é fechado e provoca nova crise
+ As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

Mais uma vez, o Copom reconheceu que o processo de reformas econômicas tem avançado, mas repetiu que perseverar nesse processo é essencial para permitir a consolidação da queda da taxa de juros estrutural e para a recuperação sustentável da economia. “O Comitê ressalta ainda que a percepção de continuidade da agenda de reformas afeta as expectativas e projeções macroeconômicas correntes”, reiterou o comunicado.

Veja também

+ Luísa Sonza abre jogo sobre comentários machistas que recebe na internet

+ Marcos sai em defesa de Marcelinho e questiona Casagrande: ‘Que democracia é essa?’

+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas

+ Simaria posa com vestido sensual e arranca suspiros

+ Namorada de Marco Verratti exibe fotos sensuais

+ Lívia Andrade posa de fio dental

+ Google permite ver animais em 3D com realidade aumentada

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?