Economia

BC: Comunicação de principais BCs sugere estímulos monetários de longa duração


O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central salientou nesta quarta-feira, 16, que a comunicação dos principais bancos centrais do mundo sugere que os estímulos monetários – implantados desde o início da pandemia de coronavírus para minimizar os impactos sobre a economia – terão longa duração. Isso ocorre, de acordo com o comunicado que se seguiu à decisão de elevar a Selic para 4,25% ao ano, devido à ociosidade.

O cenário externo observado pelo Copom hoje é o de que estímulos fiscais e monetários em alguns países desenvolvidos promovem uma recuperação robusta da atividade econômica. Apesar da perspectiva de longa duração, a autoridade monetária salientou que a incerteza segue elevada e uma nova rodada de questionamentos dos mercados a respeito dos riscos inflacionários nessas economias. Esse movimento, conforme o BC já salientou em outras ocasiões, pode tornar o ambiente desafiador para países emergentes, como o Brasil.

Veja também
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

Tópicos

BC BCs copom