Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

Durante papo nesta terça-feira (19), no quarto Grunge, os brothers conversam sobre a ordem da produção para que todos os confinados arrumassem as malas e colocasseem na despensa. Então Pedro Scooby, que é líder, canta: “Eu vou, eu vou, para fora agora eu vou”.

“Você é o único que não pode ir, o Tadeu falou. O Líder nunca vai para o Paredão”, comenta Arthur Aguiar.

“É, mas aí eu posso ir no de hoje à noite, né. Vai eliminar alguém hoje. Posso ir logo após”, rebate Scooby.

“É, nesse é bom você ir mesmo”, opina Gustavo, e Scooby concorda: “É isso, também acho. Isso aí só funciona com os Lollipopers, parceiro, comigo não funciona. Pode mandar. Manda quantas vezes for preciso”.

“O que você falou? Entendi nada”, pergunta Eliezer.

“Ele [Gustavo] botou o terror em mim, zoando. Falei: pode botar, isso só funciona com os Lollipopers. Comigo não funciona”, explica Scooby.

“Comigo não funciona também, não”, rebate Eliezer, e Paulo André responde: “Eita!”.

Então Gustavo alfineta Eliezer.”Eli, você quer que eu te explique por que você não saiu até agora, ou você prefere que eu fique calado?”.

“Coitado de você”, responde Eli.

“É verdade, pô. Só você prestar atenção no rolê”, rebate Gustavo.

“Te tirou para comédia”, brinca Paulo André, e Eliezer critica: “Ele sabe tudo lá fora”.

“Está aí, cara, só você ver, está escrito na sua cara. Você não quer ver, Eli”, finaliza Gustavo. “A tropa dos ‘bandeirinhas’ e os ‘lobos’ nunca perderam um Paredão”, acrescenta.

“Que loucura, não me coloca nessa guerra, não”, diz PA, que explica: “Estamos juntos, mas, tudo pode acontecer. Tudo pode acontecer, meu parceiro. Jamais desafie o público”.