ISTOÉ Gente

BBB21: Eliminados elegem seus melhores momentos da edição

Crédito: Reprodução / TV Globo

A final do Big Brother Brasil acontece nesta terça-feira (04), e para deixar o evento cada vez mas épico, além de show ao vivo, os ex-participantes falaram à Quem sobre quais foram seus melhores momentos dentro do reality.

‘Sempre acreditou em mim’, revela Rodrigo Faro sobre Faustão

Larissa Manoela faz foto com plástico bolha e seguidores elogiam: ‘Profundo’

Confira:

Gilberto Nogueira, o último eliminado: “Vou lembrar das provas que eu venci, de ter me posicionado, de ter falado nos jogos da discórdia. Essa parte do Gil que vigorou, que ganhou provas, que foi do paredão para a liderança, da liderança para o paredão, que venceu prova de resistência. Eu acho que esse Gil deixaria o fã muito orgulhoso, porque eu não deixei de jogar. Errei, mas foi tentando viver o programa. Se eu tivesse assistindo, eu diria: “Que bom que ele está vivendo, que está falando”, disse um dos mais queridos participantes desta edição.

Pocah, que fazia parte do “camarote” da edição: “O momento inesquecível é o da minha liderança. Eu esperei muito, o programa inteiro, para conseguir ver a minha família e para ganhar uma prova, que era o que eu mais me cobrava conseguir lá dentro. Então, ir ao paredão e voltar líder, imune, foi a melhor sensação que eu poderia viver no BBB.” A cantora virou meme por ter passado grande parte do reality dormindo.


+ Mãe conta à polícia que ateou fogo e matou bebê por ‘vergonha’ de ter a gravidez descoberta
+ Após ameaças, soldada da PM denuncia coronel por assédio sexual
+ Youtuber é perseguido por jacaré de três metros: veja vídeo



Arthur, o instrutor de crossfit e affair de Carla Diaz dentro da casa: “Os melhores momentos, sem dúvidas, foram as festas. Acho que todo mundo conseguiu perceber que eu gosto de uma festa. Estava com muita saudade porque aqui fora não dá para fazer isso ainda. Me senti muito privilegiado por ter toda aquela estrutura, artistas… As conquistas das provas também foram muito legais. As minhas voltas dos paredões – eu fui para seis – e também teve uma em que escapei no ‘Bate e Volta’. Até mesmo a parte mais sentimental, quando eu me permiti viver coisas que há muito tempo eu não vivia. Por mais que tenham acontecido algumas questões por conta da minha imaturidade ou falta de experiência, eu também coloco a minha relação com a Carla como um dos meus melhores momentos dentro da casa. E de pior foram as três semanas seguidas que eu fui ao paredão. Eu fiquei muito triste e vieram à tona sentimentos de coisas que eu já vivi aqui fora, uma mania de perseguição, de achar que eu estava sendo rejeitado pela casa por estar recebendo voto em várias semanas. As perdas dos meus amigos e da Carla, que foi para o paredão falso e duas semanas depois foi eliminada no paredão real, também foram difíceis”, contou.

Viih Tube, que também virou meme mas por não gostar de tomar banho e por transformar o participante mais forte da vez em parte de sua “família”: “Adorei ter ganhado as provas, me esforcei muito para isso, principalmente na prova do líder em que eu tinha que fazer o percurso no tempo exato de dentro do carrinho, e quase acertei exatamente os 12 segundos. Mas, para mim, não foi a parte principal da minha trajetória no BBB. Dentre os melhores momentos, teve o que eu realmente fiquei amiga da Thaís. Não sei exatamente quando foi, mas a gente sempre se deu muito bem. A minha festa do líder também foi muito especial para mim. E a prova do carrinho foi uma loucura, eu nunca imaginei que eu fosse conseguir passar tão perto do número exato de segundos que eu precisava acertar, e adorei, óbvio! Já entre os mais difíceis estão a saída da Thaís e a primeira semana da Juliette, quando ela recebeu a imunidade do Big Fone e eu sabia que era jogo de uma galera, e contei para ela. Ela não estava acreditando, achava que era uma atitude feita de coração”, declarou.

João Luiz, professor de geografia: “Inegavelmente eu consigo pontuar a situação com o Rodolffo no jogo da discórdia. Foi um momento onde eu vi uma coragem em mim mesmo. Aquele momento foi muito importante para mim, assim como o que o Tiago falou depois, utilizando esse programa também como uma plataforma que leva conhecimento para muitas pessoas. É algo que acredito ter marcado a minha trajetória no programa, mas também me marca muito na minha trajetória individual. Fiquei muito contente comigo por conseguir fazer aquilo.” Ele foi classificado como “planta” no começo do jogo, mas começou a se posicionar e foi alvo de brincadeiras de mau gosto vindas de Rodolffo.

Caio, o fazendeiro e braço direito de Rodolffo: “Vencer as provas de sorte foi um gás nos momentos em que eu precisava. No começo, com o primeiro anjo; na prova logo depois que eu machuquei o pé, com aquela situação toda. Eu não pude fazer algumas provas, mas eu pensei que, se já eu estava lá, eu ia tentar até onde eu desse conta. Então, a sorte foi decisiva para eu ganhar o anjo, ser autoimune, ganhar Bate e Volta, prova do líder”, contou.

Thaís, “planta” e grande amiga de Viih Tube dentro do jogo: “Ganhar uma prova lá dentro é inesquecível. Queria ter ganhado o líder também, mas não rolou (risos). Foi um gás louco que ganhei tanto com essa prova quanto quando voltei na “Bate e volta” e também do meu primeiro paredão. Na semana em que voltei do paredão que o Projota foi eliminado. Eu me senti mais forte por eu ter sido uma pessoa que já tinha votado nele e ele ter saído em um paredão comigo, mesmo com todo mundo acreditando que eu sairia. Vi ali que alguma coisa estava andando bem.”

Rodolffo, também camarote e melhor amigo de Caio no reality: “Os aprendizados que eu tive no decorrer do programa com certeza serão os principais benefícios que eu vou carregar dessa participação. É claro que é uma experiência que eu sonhava em viver. Eu sonhava em, no mínimo, entrar na casa só para conhecer. Mas entrar lá como convidado para participar me fez sentir muito honrado. Acredito que, para a vida aqui fora, eu vou levar os aprendizados de forma mais acelerada. Em pouco tempo eu pude aprender muita coisa”, disse. Ele foi eliminado após polêmica envolvendo uma peruca do castigo do monstro e uma piada com o cabelo de João Luiz.

Sarah, a queridinha do público que se transformou em vilã após declarações polêmicas dentro do BBB: “Os momentos mais especiais, com certeza, foram os que vivi ao lado do Gilberto. A gente passava por muita coisa engraçada e criava muita teoria maluca junto. Tudo que eu vivia com ele, principalmente quando estávamos só nós dois, era muito gostoso. A gente conseguia ser a gente mesmo sem medo da casa; até esquecíamos que estávamos sendo filmados. Cada momentinho com ele foi muito, muito feliz. Eu sou muito grata por ter tido o presente de ter conhecido o Gil nesse programa. Se não fosse por ele, eu não teria chegado aonde cheguei no jogo. Ele me ajudou muito em tudo, desde as provas às festas; ele estava comigo o tempo todo. Já o mais difícil, e não é segredo, com certeza foi o modo como fui parar no último paredão. Me machucou muito ter ido ao paredão por votos de pessoas que eu gostava tanto. Doeu muito.” Sarah revelou que foi em festas durante a pandemia e que gostava do atual presidente, além de ter tido atitudes ruins com Juliette.

Carla Diaz, que foi eliminada em um paredão falso, mas ao voltar, pediu Arthur em namoro, provocando repulsa do público: “Ter ido para o quarto secreto e ter voltado daquela forma foi incrível. Eu estava sendo muito julgada pelas pessoas lá dentro e voltei porque fui escolhida pelo público. Foi uma oportunidade única. Voltar vestida de dummy foi épico, zerei o BBB (risos)! Atender o Big Fone também foi um risco, que nem todo mundo tem coragem de correr, mas eu me dispus àquilo; era um jogo e eu tinha que jogar. Já a minha maior dificuldade foi saber lidar com as situações da casa, estar com tantas pessoas diferentes 24 horas por dia e administrar os conflitos que apareciam entre a gente. Mas até isso foi positivo para mim. Fica um aprendizado muito grande de toda essa troca.”

Projota, que também foi bastante massacrado em sua eliminação: “Tive seis ‘segundos lugares’ antes de vencer uma prova do anjo. Isso mexeu um pouco comigo, que sou muito competitivo. Ter ficado em segundo lugar na prova de resistência da liderança também me deu um orgulho muito grande. Mas ficar em segundo tantas vezes já não dava mais. Quando veio uma prova que não dependia de mais ninguém, só de mim, e ainda era de memorização, eu vi que era a minha hora. Eu tenho mania de decorar até código de barras de conta. Inclusive quando fiz os 15 pontos achei pouco, sabia que dava para ter feito mais”, disse ele, que era praticamente “pai” de Arthur no jogo.

Lumena, a psicóloga que virou meme por não autorizar nada dentro da casa e usar vocabulário acadêmico sempre. “A entrada foi muito marcante. Eu queria ter aquele sentimento de pisar na grama e ver a piscina, só que a gente foi para a outra casa. A sensação de entrar verdadeiramente na casa, com o fato de ter sido acolhida e ter sido imune, foi massa. As festas também! O que foi Thiaguinho? O que foi Daniela Mercury? Foi muito marcante poder ter essa válvula de escape. Eu fui de fato para priorizar esses momentos. Uma estrutura dessas, um palco desses para dançar, botar para fora, me divertir é muito privilégio.”

Karol Conká, a vilã dessa edição e rainha da rejeição do Big Brother Brasil: “O mais especial foi sentir afinidade por um número de pessoas que eu não esperava. Eu achei que me sentiria muito deslocada, então foi muito legal encontrar pessoas que pensavam como eu. Eu me diverti muito. Fora as festas! Se tivesse festa dia sim, dia não, talvez a Carminha e a Nazaré não tivessem nascido em mim (risos)”, disse ela, que foi protagonista de um documentário no globoplay, “A vida depois do tombo”.

Nego Di, comediante: “Eu tiro muitos aprendizados, principalmente por ter estado próximo a tantas mulheres ao mesmo tempo. A gente não tem noção do quanto é difícil a vida de uma mulher. Eu me dei conta de que já fui um idiota e achei que estava sendo legal. Em outras questões, como a paternidade, eu percebi que sou um bom pai. Outro ensinamento que eu levo comigo é não confiar facilmente nas pessoas, sempre tentar não me envolver em treta que não é minha”, revelou ele, que inclusive quebrou o contrato de exclusividade da Globo, dando entrevista a outros portais logo após sua eliminação.

Arcrebiano, affair de Karol Conká: “Aprendi que eu posso me jogar mais e que tenho que me posicionar mais também. Eu tenho que aprender a falar mais, conversar. Acho que eu deveria sim ter me jogado mais no jogo, logo de cara. Fiquei mais retraído no começo. Mas estou feliz porque eu estava com uma visão certa, que foi a que coloquei no Jogo da Discórdia: Karol, Nego Di e Projota como influenciadores e o Arthur e a Lumena como os influenciáveis. E não quis colocar todo mundo na hora, mas também colocaria a Pocah e a Thaís como influenciáveis”, disse.

Kerline, a primeira eliminada: “Me descobri uma pessoa altamente sensível lá dentro. Eu amei os memes porque não foram memes ruins, e sim de emoção. E eu sou essa pessoa que tem muitas caras e bocas, tenho os meus trejeitos. Uma hora estou triste e cinco minutos depois estou rindo da minha própria tristeza… Eu vou tirar muita lição boa disso tudo.”

Veja também

+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tenha também a Istoé no Google Notícias
+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS