Esportes

Bayern de Munique, o rolo compressor da reta final da Liga dos Campeões

Nem mesmo os jogadores do Bayern de Munique conseguem encontrar a explicação para a histórica vitória por 8 a 2 sobre o Barcelona, na sexta-feira, no jogo único das quartas de final da Liga dos Campeões, em Lisboa (Portugal).

Manchester City ou Lyon, que decidem quem será o próximo adversário dos bávaros nas semifinais, devem estar impressionados.

“A equipe de Lionel Messi naufragou como uma das vítimas do Bayern na Bundesliga (Campeonato Alemão)”, descreveu a revista alemã Kicker neste sábado.

“A partida relembrou o histórico 7 a 1 de Belo Horizonte”, quando a Alemanha humilhou o Brasil nas semifinais da Copa do Mundo de 2014, acrescentou a publicação.

A analogia é interessante, já que três dos campeões mundiais em 2014 estavam em campo na sexta-feira: Manuel Neuer, Jérôme Boateng e, claro, Thomas Müller. Além disso, Hansi Flick, atual treinador do time de Munique, era assistente do então técnico da seleção alemã Joachim Löw.

No final do jogo contra os espanholis, Flick revelou uma dica sobre o domínio do Bayern: “A minha equipe nunca cedeu, neste momento é a nossa mentalidade, a nossa marca”, afirmou.

Um espírito combativo que permitiu ao Bayern superar todos os seus rivais na Alemanha para conseguir o Campeonato Alemão e a Copa da Alemanha e, em seguida, eliminar o Chelsea nas oitavas de final com um placar agregado de 7 a 1 retumbante (3 a 0, 4 a 1).

– “Alegria de jogar” –

Perante estes lutadores, o Barça deixou-se esmagar. “O resultado é difícil de explicar”, reconheceu Joshua Kimmich, autor do quinto gol, “mas jogamos desde o primeiro minuto com uma concentração incrível.”

“Desde os primeiros segundos, tivemos o controle total dos duelos”, disse Leon Goretzka. “Depois do empate do Barcelona, não nos deixamos perturbar e continuamos a jogar da mesma maneira. A nossa pressão era brutal”.

E o que dizer dos suplentes, que não se dedicaram a administrar a vantagem, mas mantiveram o ritmo. “O melhor, aliás, foi ver que os jogadores que saíram do banco tiveram o mesmo impacto, a mesma alegria de jogar e o mesmo espírito” dos titulares, comemorou Müller, apontado jogador da partida.

O brasileiro Philippe Coutinho (emprestado do Barcelona) marcou dois gols e deu um passe para outro logo que entrou em campo aos 75 minutos.

Essa euforia coletiva dá aos jovens uma confiança incrível. O melhor exemplo é Alphonso Davies, 19 anos, que em uma temporada passou de jovem promissor a estrela.

Sua arrancada em direção à defesa do Barça aos 63 minutos para dar o passe para o gol de Kimmich é uma das imagens da partida.

“Incrível”, aplaudiu Kimmich. “Fiquei quase com vergonha de comemorar aquele gol, porque obviamente é 99% dele. Eu só tive que empurrar a bola para a rede. De classe mundial!”

Essa mentalidade guerreira foi perfeitamente exemplificada pela resposta de Goretzka à pergunta de um jornalista sobre se ele se sentia mal por ver Messi tão humilhado. “Não, até gostei um pouco”, respondeu sorrindo.

– Boa gestão do calendário –

Após a euforia, os especialistas vão também notar que, de todas as equipes presentes em Lisboa, o Bayern e RB Leipzig são os únicos que terminaram o campeonato nacional no final de junho. Os franceses não jogam desde março e o restante disputou partidas até o final de julho. Após a final da Copa da Alemanha vencida em 4 de julho, Flick deu aos seus jogadores uma dezena de dias de férias, antes de iniciar a preparação específica para a Liga dos Campeões.

A sua experiência de oito anos na seleção alemã foi decisiva: os jogadores recuperaram bem e não perderam o ritmo.

O Lyon, que disputou apenas dois jogos oficiais desde março, e o City, que disputou muitos jogos no final da temporada inglesa, não tiveram tanta sorte. Seja qual for o próximo rival do Bayern, ele terá de espremer todos os seus recursos para evitar terminar como o Barcelona.

cpb/ole/gh/pm/lca

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ 10 coisas que os pais fazem em público que envergonham os filhos
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel