Esportes

Barrichello crava pole na etapa de Londrina da Stock Car: ‘O velhinho está bem’

Rubens Barrichello cravou neste sábado a pole position da etapa de Londrina da Stock Car. É a segunda vez na atual temporada que o veterano de 45 anos garante a volta mais rápida no classificatório – a outra foi em Curitiba, na segunda etapa.

“Quando entro ali entre os seis (na disputa do Q3), significa que o carro está bom, e a volta foi muito legal”, afirmou. O piloto também brincou ao dizer que está pronto para a prova que promete temperatura na casa dos 30°C. “O velhinho aqui está bem. Vamos curtir este momento e lutar pela vitória amanhã (domingo)”, concluiu.

Rubinho fez a melhor volta com o tempo de 1min10hs662 e foi seguido de muito perto por Max Wilson, o segundo no grid, apenas 0s013 atrás do ex-piloto da Fórmula 1. A segunda fila ficou com Marcos Gomes, em terceiro lugar, e Felipe Fraga, em quarto.

Julio Campos, em quinto, e Daniel Serra, em sexto, completaram a lista dos carros que disputaram o Q3, a briga final pela pole position. Lucas Di Grassi sairá em sétimo, com Ricardo Maurício em oitavo e Cacá Bueno em nono. Átila Abreu fechou o top 10 da quarta disputa da temporada.

A etapa de Londrina será dupla. A primeira largada acontece às 14h (de Brasília) e a outra, às 15h05, com posição invertida dos dez primeiros colocados. Daniel Serra lidera a competição com 80 pontos, seguido por Cacá Bueno, com 65. Barrichello é apenas o oitavo na classificação geral, com 36.

Veja também

+ Entenda como a fase crítica da pandemia de Covid-19 pode ter sido superada em SP
+ Fotos íntimas de apresentadora italiana são vazadas em aplicativos de mensagens no Brasil
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Após se aposentar da Globo, Sérgio Chapelin aparece com novo visual; veja
+ Nick Cordero morre aos 41 anos, vítima de complicações da Covid-19
+ Ford Ranger supera concorrentes e é líder de vendas
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior