Esportes

Barcelona demite o técnico Ronald Koeman


O Barcelona anunciou nesta quarta-feira a demissão do técnico Ronald Koeman, logo após a derrota por 1 a 0 para o Rayo Vallecano, pela 11ª rodada do Campeoanto Espanhol.

“O FC Barcelona demitiu Ronald Koeman esta noite do cargo de treinador da equipe principal”, divulgou o clube catalão, acrescentando que o presidente do Barça, Joan Laporta, foi o responsável por dar a notícia ao técnico holandês.

No comunicado, o Barça indicou também que Koeman terá um encontro com o elenco na quinta-feira e agradece ao holandês “pelos serviços prestados à entidade e deseja-lhe boa sorte na sua carreira profissional”.

Contratado em agosto de 2020, Koeman esteve à frente da equipe por 63 jogos, com 37 vitórias, 11 empates e 15 derrotas.

Até o momento não informações sobre o nome do futuro profissional que irá comandar a equipe, apesar de rumores apontarem para Xavi Hernández, ex-jogador do Barcelona e que está trabalhando como treinador no futebol árabe.

A nona posição no Espanhol (com 15 pontos em dez partidas), a seis pontos do líder Real Madrid, e as duas derrotas na Liga dos Campeões, ambas por 3 a 0 para o Bayern de Munique e o Benfica, após três rodadas, forçaram a demissão de Koeman.

No domingo passado o clima já não era dos melhores para o treinador. Após a derrota por 2 a 1 para o Real Madrid no Camp Nou, o holandês foi abordado de forma agressiva por um grupo de torcedores do Barcelona na saída do estádio.

Imagens divulgadas pela imprensa mostraram dezenas de torcedores repreendendo o técnico quando ele deixava o local de carro.

Alguns deles tentaram impedir a saída do veículo de Koeman, que conseguiu passar pelos manifestantes.

A diretoria do clube catalão emitiu um comunicado criticando a ação dos torcedores e informou que iria abrir uma investigação para punir os envolvidos.

– ‘Estou cansado de ter que me defender’ –

No início de outubro, durante coletiva na véspera do jogo com Atlético de Madri, no qual o Barça foi derrotado por 2 a 0, técnico holandês afirmou que estava “cansado de ter que se defender”, em meio aos rumores de que seria demitido.

“Bom dia, amigos da imprensa. Que bom vê-los!”, disse ironicamente Koeman ao iniciar a entrevista depois de ter sido alvo de inúmeras críticas após a derrota para o Benfica pela Liga dos Campeões.

“Não me falaram nada (da parte do clube). O presidente está aqui, mas eu não o vi, estávamos preparando o jogo de amanhã, depois treinando, então não o vi. Continuo na mesma, mas eu tenho ouvidos e olhos, um monte de coisas vazam”, afirmou Koeman.

“Estou cansado de ter que me defender. Não faz sentido (…) Não é por hoje, mas um dia, gostaria de falar bem de tudo que penso sobre tudo isso”, acrescentou o holandês .

Na entrevista, a um jornalista que lhe perguntou sobre os seus melhores e piores momentos no Barça, o treinador respondeu com humor: “O melhor momento? Parece que a minha saída … O melhor momento? A minha contratação como treinador do Barça. O pior momento? A saída de Messi “.

gr/dr/lca


Saiba mais
+ Morre a atriz Noemi Gerbelli, a diretora Olívia da novela 'Carrossel', aos 68 anos
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais

Tópicos

ESP fbl NED